Projeto oferece alimentos a instituições de amparo social

Iniciativa do IFRS, em parceria com a Parceiros Voluntários, recebe hortaliças e vegetais cultivados por alunos do curso de Agronomia e repassa a quem precisa

Publicado por
10:09 - 10/08/2022

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Educar para a cidadania e responsabilidade social também é importante papel das instituições de ensino. Um projeto acadêmico, com fins interdisciplinares mas também humanitários, em andamento no Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) de Bento Gonçalves, tem oportunizado o acesso a alimentos à população com carência alimentar na cidade.

A ação Horta do Bem nasceu dentro do projeto COMpaixão, elaborado para criar a cultura da solidariedade nos alunos e realizado com a presença da Parceiros Voluntários, capitaneada no município pelo Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC-BG). Nessa atividade, estudantes voluntários da disciplina de Ética do curso de Agronomia cultivam, em hortas no campus, culturas como alface, radicci, cenoura, beterraba, entre outras. Nesta semana, o Lar da Caridade foi escolhido para receber hortaliças fresquinhas. A entidade, que oferece almoço para pessoas carentes, foi contemplada com a entrega de pés de alface.

Fotos: Divulgação IFRS

O espaço recebe, todos os dias, cerca de 150 pessoas em situação de necessidade. Com as alfaces doadas via projeto, o Lar da Caridade economizará cerca de R$ 60,00 diários e ainda terá vegetais suficientes para compor o almoço por três dias. Além de verduras e legumes, os alunos estão cultivando temperos, especialmente salsinha e cebolinha. A Horta do Bem começou a ser desenvolvida no segundo semestre deste ano, sob orientação do professor Onorato Fagherazzi e, hoje, a coordenação está com a docente Tatiani Secretti. O professor Rodrigo Vieira Luciano, da disciplina de Desenho Técnico, colaborou com o mapeamento da área utilizada pelos estudantes para a horta.

Ao mesmo tempo em que a Horta do Bem auxilia instituições de amparo social, serve para proporcionar atividades interdisciplinares aos alunos entre matérias das áreas de agrárias e humanas, assim como despertar um sentimento de pertencimento comunitário e empatia ao próximo. “Essa é mais uma iniciativa que demonstra como podemos envolver empresas, entidades e centros de ensino numa aliança em prol da comunidade, favorecendo quem mais precisa de conforto. O exemplo dado por esses alunos e pela instituição mostra como nossas atitudes são capazes de modificar positivamente nossa sociedade”, destaca a coordenadora da PV, Angélica Somenzi.

O projeto COMpaixão, no qual a Horta do Bem está inserida, é desenvolvido desde 2017 com a Parceiros e está inserido no Programa Voluntário Pessoa Jurídica da ONG. Através dele, empresas são incentivadas a se envolverem na transformação da realidade social por meio do trabalho voluntários de seus colaboradores. Para saber mais, entre em contato com a PV (54 2105.1999) e veja como sua empresa pode fazer a diferença para melhorar a vida de quem precisa.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp