Costela-de-Adão: como cultivar a planta que os decoradores amam

A Costela-de-Adão, também conhecida como Monstera deliciosa, é uma planta trepadeira nativa das florestas tropicais da América Central e do…

Publicado por
12:40 - 08/07/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Costela-de-Adão

Foto: Freepik

A Costela-de-Adão, também conhecida como Monstera deliciosa, é uma planta trepadeira nativa das florestas tropicais da América Central e do Sul que se destaca por suas folhas grandes, em forma de coração, com perfurações características que lembram costelas, daí seu nome popular.

Com sua beleza exuberante e exótica, a Costela-de-Adão se tornou uma queridinha na decoração de interiores, trazendo um toque de verde tropical para casas, apartamentos e escritórios. Além de sua estética marcante, essa planta também oferece benefícios como a purificação do ar e a criação de um ambiente mais fresco e agradável.

Características da Costela-de-Adão

  • Folhas Gigantes: As folhas da Costela-de-Adão podem chegar a 1 metro de largura e 2 metros de altura, proporcionando um visual imponente e exuberante ao ambiente.
  • Perfurações Inigualáveis: As perfurações nas folhas são uma das características mais marcantes da planta, conferindo-lhe um charme único e exótico.
  • Adaptabilidade: A Costela-de-Adão se adapta a diversos ambientes, desde interiores com luz indireta até varandas e jardins com luz solar filtrada.
  • Crescimento Trepadeira: A planta possui um crescimento trepadeira, podendo ser direcionada em suportes como treliças, musgo de jardim ou até mesmo móveis.
  • Frutos Comestíveis: Em seu habitat natural, a Costela-de-Adão produz frutos comestíveis, conhecidos como jaca-de-cobra. No entanto, o processo de maturação é longo e exige cuidados específicos.
Costela-de-Adão

Foto: Freepik

O plantio

  • Escolhendo o Vaso Ideal: Opte por um vaso grande e pesado, com furos no fundo para garantir a drenagem da água. O tamanho do vaso deve ser proporcional ao tamanho da planta para que ela tenha espaço para crescer.
  • Preparando o Solo: Utilize um solo rico em matéria orgânica e bem drenado. Você pode misturar terra vegetal, perlita e vermiculita em partes iguais para criar um solo ideal para a Costela-de-Adão.
  • Plantando a Muda: Posicione a muda no vaso, preenchendo com o solo preparado e pressionando levemente para firmar. Regue abundantemente para umedecer o solo completamente.

Os cuidados essenciais

  • Luz: A Costela-de-Adão se desenvolve bem em ambientes com luz indireta, mas também tolera luz solar filtrada por algumas horas do dia. Evite colocá-la em locais totalmente escuros ou sob luz solar direta intensa.
  • Rega: Regue a planta a cada 7-10 dias, ou quando o solo estiver seco a alguns centímetros de profundidade. Evite regar em excesso, pois isso pode apodrecer as raízes.
  • Adubação: Durante a primavera e o verão, adubar a planta a cada 2-3 meses com um fertilizante líquido diluído na água da rega ajuda a impulsionar seu crescimento.
  • Umidade: A Costela-de-Adão aprecia umidade ambiente moderada. Você pode aumentar a umidade ao redor da planta borrifando suas folhas com água regularmente ou utilizando um umidificador.
  • Temperatura: A planta prefere temperaturas amenas, entre 18°C e 27°C. Evite expor a Costela-de-Adão a temperaturas extremas de frio ou calor.
  • Suporte para Crescimento: Como a planta é trepadeira, forneça um suporte como um tutor, musgo de jardim ou treliça para direcionar seu crescimento.

A Costela-de-Adão é relativamente resistente a pragas e doenças. No entanto, cochonilhas, pulgões e ácaros podem ocasionalmente atacar a planta. Se notar esses insetos, remova-os manualmente ou utilize um inseticida natural.

Costela-de-Adão

Foto: Freepik

Dicas Extras

  • Ao escolher sua Costela-de-Adão, considere o tamanho do espaço disponível e a quantidade de luz natural do ambiente.
  • Forneça à planta um solo bem drenado e rico em matéria orgânica.
  • Regue-a apenas quando o solo estiver seco, evitando o encharcamento.
  • Utilize um fertilizante líquido diluído na água da rega durante a primavera e o verão.
  • Realize podas leves para remover folhas secas ou amareladas e estimular.
  • Mantenha as folhas limpas com um pano úmido, evitando produtos químicos.
  • Observe a planta regularmente para identificar pragas ou doenças e agir prontamente.
  • Forneça um suporte para direcionar o crescimento trepadeira da planta.
  • A cada 2-3 anos, troque a planta para um vaso maior, pois as raízes podem crescer bastante.

A Costela-de-Adão vai além de ser apenas um elemento decorativo. Ela é uma planta purificadora do ar, que remove toxinas e contribui para um ambiente mais saudável. Além disso, sua presença traz um toque de verde tropical para o lar, criando um ambiente mais fresco, aconchegante e convidativo.

Clique aqui para mais artigos

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp