Juventude considera propor próximos jogos fora do Rio Grande do Sul

Sem perspectivas de melhoras climáticas e com danos estruturais imensuráveis no estado, alviverde sugere jogar em outros lugares

Publicado por
15:44 - 04/05/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Foto: Fernando Alves / EC Juventude

Diante das perspectivas pouco otimistas em relação à melhoria das condições climáticas e da extensão quase imensurável dos danos estruturais causados ao Rio Grande do Sul, a direção do Juventude pensa em sugerir à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) uma alternativa para a sequência do futebol do clube. O staff jaconero conversou com o suporte do Sport Club Internacional, que confirmou os danos causados no CT colorado e no Beira-Rio, o que torna praticamente impossível a realização dos jogos previstos para semana que vem, pela Copa do Brasil, e no início da outra, pelo Brasileirão.
A ideia é disputar as próximas partidas pela Copa do Brasil, diante do Inter, e Campeonato Brasileiro, diante do Atlético-GO e do próprio colorado, em outro estado, dando sequência ao calendário, seguindo o modelo adotado pelos times ucranianos durante a guerra.
O aeroporto de Caxias do Sul e a Base Aérea de Canoas estão operando para voos fretados, o que poderia viabilizar as saídas das delegações para os jogos.
O Juventude treinou no Alfredo Jaconi na manhã deste sábado (04) e na segunda-feira (06) o gramado do estádio entrará em reformas para recuperação e plantio da chamada grama de inverno, o que vai exigir mais alguns dias de inutilização.
A CBF ainda não se manifestou sobre o caso e aguarda o andamento das ocorrências para decidir sobre o andamento do calendário, já que novos adiamentos praticamente inviabilizariam a sequência prevista de jogos, afetando todo o futebol brasileiro, já que o Inter está envolvido em três competições, assim como o Grêmio, e o Juventude em duas, fato que exige a utilização de praticamente todos os meios de semana até o final do ano, sem espaço para recuperações de jogos atrasados respeitando o tempo mínimo entre uma partida e outra.
O clube arrecadou toneladas de alimentos e suprimentos para as vítimas das enchentes na cidade. Somente os jogadores reuniram 4 toneladas de doações, totalizando quase 15 toneladas com as doações de torcedores e dirigentes. Os alimentos e materiais são entregues à Fundação Caxias.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp