Preço mínimo da uva é definido para 2023 e fica abaixo do desejado

Valor teve reajuste de 20,6% em relação a safra 2021/22

Publicado por
12:52 - 02/12/2022

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Imagem: Diário Oficial

O governo federal confirmou na última quinta-feira (01) o preço mínimo da uva. O valor definido foi de R$1,58/kg, ficando três centavos abaixo do desejado originalmente. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União e este montante passará a ser válido no dia 2 de janeiro.

Conforme o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Flores da Cunha e Nova Pádua, Ricardo Pagno, já era esperado que o valor ficasse abaixo dos R$1,61 que eram almejados para safra 2022/23. Todavia, o aumento do preço mínimo ficou na casa dos 20,6% em relação ao valor praticado na última safra (R$1,31).

Comitiva da Serra Gaúcha foi a Brasília em novembro

No último mês de novembro, uma comitiva da Serra Gaúcha foi até a Capital Federal para expor o valor desejado e negociar com os órgãos federais a respeito do tema. Apesar da decisão publicada neste mês de dezembro, o reajuste ficou próximo do desejado e já era previsto.

Durante a visita o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Flores da Cunha e Nova Pádua, Ricardo Pagno destacou as negociações na Capital Federal em busca deste valor.

As conversas foram muito positivas e temos aqui o compromisso que até metade de dezembro seja estipulado o preço mínimo. Não se tem definição ainda, até porque quem define isso é a reunião do Ministério da economia, através das indicações que a Conab inclui. (…) Mas as conversas foram bem positivas e o que nos sinalizaram aqui é que nosso custo de produção é bem próximo ao custo do que a Conab também realiza aqui e que serve como indicador.”

Comitiva da Serra Gaúcha vai a Brasília para negociar preço mínimo da uva

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp