Ministro dos Transportes anuncia ponte provisória para religar Caxias do Sul a Nova Petrópolis pela BR-116

Renan Filho visitou trechos da rodovia afetados pela chuva nesta quarta-feira (15). Estrutura atual, que passa sobre o Rio Caí, cedeu parcialmente no domingo (12)

Publicado por
09:54 - 15/05/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Ministro dos Transportes anuncia ponte provisória para religar Caxias do Sul a Nova Petrópolis pela BR-116

Renan Filho (de boné) garantiu celeridade na liberação de pontos castigados pela chuva na região | Foto: Márcio Ferreira/divulgação

Após ceder parcialmente e impedir a ligação entre Caxias do Sul e Nova Petrópolis pela BR-116 no fim de semana, a ponte sobre o Rio Caí recebeu a visita do ministro dos Transportes, Renan Filho, nesta terça-feira (14). O integrante do governo federal garantiu celeridade na adequação e liberação das vias afetadas pelas chuvas, e anunciou a instalação de uma ponte metálica provisória no trecho, que fica no km 174.

Segundo o ministro, uma equipe técnica será enviada para identificar as condições do local.

“De cima da ponte sobre o Rio Caí a gente pode ver como um dos pilares cedeu e ela baixou. De imediato, vamos enviar uma equipe técnica para identificar as condições atuais para instalação de uma ponte provisória que garanta o fluxo. Acreditamos que será possível fazer uma passagem lateral com uma ponte metálica e, assim, assegurar acesso na BR-116, retomando a conexão de Caxias até a cidade de Porto Alegre”, explicou.

Outro ponto vistoriado foi o km 170, no distrito caxiense de Vila Cristina, onde a pista sofreu erosão. O trecho recebe obras por iniciativa de um grupo de empresários e moradores da região. Renan esteve acompanhado do diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Fabrício Galvão.

A agenda do ministro na Serra Gaúcha segue nesta quarta-feira (15). Está programada uma visita à BR-470, entre Bento Gonçalves e Veranópolis, percurso que foi castigado por quedas de barreira.

“O ministério está trabalhando para que essa crise que causou tantos danos não se replique em outras áreas, provocando desabastecimento, falta de combustíveis e de alimentos”, disse Renan.

Foto: Márcio Ferreira/divulgação
Foto: Márcio Ferreira/divulgação

 

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp