Mérito Gigia Bandera destaca histórias de sucesso na indústria em Caxias do Sul

Empresários Fernandes Lucena (Sabresul), James Bellini (Marcopolo) e Paulo Spanholi (Sul Corte) recebem do Simecs a distinção do setor

Publicado por
22:36 - 24/11/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Mérito Gigia Bandera destaca histórias de sucesso na indústria em Caxias do Sul

Foto: Simecs

Histórias de quem enfrentou desafios, não deixou escapar oportunidades e foi exemplo de gestão e de inovação foram apresentadas na noite desta sexta-feira (24), durante a entrega do Mérito Metalúrgico Gigia Bandera, no espaço de eventos Villa Basilico, em Caxias do Sul. Nesta edição os agraciados são os empresários Fernandes Lucena (empresa Sabresul), James Eduardo Bellini (Marcopolo) e Paulo Spanholi (Sul Corte). Esta é a maior distinção concedida para o setor. O prêmio é entregue desde 1987 pelo Simecs (Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Caxias do Sul e Região).

Houve ainda a entrega das premiações nas categorias Projeto Inovador e Jovem Empreendedor Industrial, ambas com objetivo de reconhecer novos talentos na indústria. O empresário Franco Cioato (V12 Veículos Especiais) recebeu o troféu Jovem Empreendedor Industrial, e Vanderlei Argenton (AZS Soluções e Tecnologia Ltda) venceu na categoria Projeto Inovador.

“Os agraciados, sem dúvida, representam a força da indústria que tanto faz a diferença no cotidiano de nossa sociedade. São visionários e seres humanos resilientes que traduzem, através da diversidade de seus negócios, a pertinente campanha de valorização da indústria que o Simecs lançou recentemente” – ressaltou Ubiratã Rezler, presidente do Simecs.

A Campanha “A Indústria tá em tudo” tem o intuito de mostrar o quanto a indústria faz parte do dia a dia de todos e o quanto os empresários industriais foram e ainda são importantes para o presente e para o futuro.
Ícone do empreendedorismo industrial

Criado em 1987, o Mérito Metalúrgico Gigia Bandera homenageia a pioneira da indústria em Caxias, Luigia Carolina Zanrosso Eberle, imigrante italiana que veio com a família para o Brasil no século 19. Foi a primeira mulher a trabalhar no setor de funilaria como empresária e se tornou ícone do empreendedorismo industrial. Posteriormente seu filho, Abramo Eberle, expandiu os negócios.

Conheça os agraciados

Mérito Metalúrgico Gigia Bandera

Fernandes Lucena (Sabresul)
É executivo na empresa Sabresul (sucessora da Eberle Mundial na fabricação de espadas e espadins para as Forças Armadas, para a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros), formado Mecânico Torneiro pelo Senai, com graduação em Engenharia (Universidade de Caxias do Sul) e pós-graduação em Engenharia de Segurança.
A história de Lucena começa no Senai, ele então com 12 anos. A mãe conseguiu uma bolsa para que pudesse estudar em Caxias do Sul. Três anos depois, ao se formar, foi procurar vaga de trabalho na Eberle, uma das empresas que então despontavam. Iniciou uma carreira de 60 anos e que incluiu as sete fábricas da marca. Cursou Engenharia de Máquinas e se aperfeiçoou com a pós-graduação em Engenharia de Segurança. Quando a empresa decidiu-se por não mais dar continuidade à produção de espadas, que exigia matéria-prima e insumos específicos, viu a oportunidade de empreender. Atualmente, a Sabresul tem 18 anos e fabrica espadas e acessórios. Segundo Lucena, a empresa busca, inclusive, ampliar instalações.

James Bellini (Marcopolo)
Foi CEO da Marcopolo de 2018 a 2023 e atualmente, preside o Conselho de Administração da companhia. Administrador de empresas formado na UFRGS, assumiu as operações da Marcopolo justamente no período de pandemia e fez a empresa ter um dos melhores resultados de sua história.

A trajetória de sucesso do empresário, que já deu a volta ao mundo em veleiro que ele próprio construiu e que foi precursor do uso do doble deck (ônibus de dois andares) no transporte de passageiros, começou na Marcopolo e incluiu um negócio de exportação de calçados, que, à época, sofreu o impacto de plano econômico (Plano Collor). Com o começo do Mercosul, ele vislumbrou outras possibilidades. Na Marcopolo, candidatou-se para ser representante na Argentina e depois assumiu como gerente de Exportação. Então, foi se dedicar à fabricação de veleiros. Retornou, assumiu como conselheiro e, a partir de 2019, como CEO da Marcopolo. Entre as premiações que recebeu está o reconhecimento da Bloomberg Línea como uma das 500 pessoas mais influentes da América Latina.

Paulo Spanholi (Sul Corte)
É fundador e presidente da Sul Corte Importadora de Ferramentas Ltda, tem formação em Tecnologia em Processos Gerenciais (Universidade de Caxias do Sul). Esteve à frente de diversas entidades. Foi conselheiro e presidente do Recreio da Juventude; presidente e conselheiro da Comissão Social da Festa da Uva; conselheiro da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias (CIC) e conselheiro da Fiergs, entre outras funções. Foi diretor, vice e presidente do Simecs, e recebeu o título de Cidadão Caxiense pela Câmara de Vereadores (2014) e de Empresa Inclusiva (2022).

A história do empresário se iniciou no interior de Vacaria, onde nasceu, filho de marceneiro e com quem trabalhou até os 18 anos. Veio, então, procurar emprego em Caxias do Sul e buscou na Marcopolo uma oportunidade de trabalho para pagar seus estudos. Permaneceu três anos na fabricante. No começo dos anos 80, trabalhou na empresa Planalto ao mesmo tempo em que lecionava. Foi vendedor e se encantou com as serras. Foi o primeiro a importar o produto para o Brasil e atualmente, exporta para 30 países, principalmente Rússia, além de Estados Unidos e México.

Troféu Jovem Empreendedor Industrial
Franco Cioato (V12 Veículos Especiais) – É diretor da V12 Veículos Especiais (produção de veículos customizados, como motor home e veículos para atendimento em saúde), sendo ainda sócio-diretor da HoterPlast Componentes Plásticos, diretor da Cioato Negócios Imobiliários. É presidente da AJE (Associação de Jovens Empresários de Caxias do Sul) e sócio do Conedi – Congresso de Empreendedorismo Digital. Começou na adolescência no setor imobiliário, onde atendia industriais, e ingressou nesta área, abrindo a V12.

Projeto Inovador
Vanderlei Argenton (AZS Soluções e Tecnologia Ltda)
É administrador de empresas e um dos fundadores da AZS Soluções e Tecnologia Ltda, que tem mais de nove anos de mercado oferecendo soluções nos setores de tratamento de superfícies, ambiental e de parafusos. Natural de Alpestre (RS), mora desde os 19 anos em Caxias do Sul, onde fez carreira no setor e se graduou em Administração. Entre os projetos desenvolvidos está o inscrito ao prêmio, de uma linha de tratamento de superfícies para parafusos, voltadas à aviação e que utiliza cádmio e prata. O projeto é conectado à indústria 4.0.

SOBRE O SIMECS

Criado em 25 de novembro de 1957, o Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Caxias do Sul e Região (Simecs) é uma das maiores entidades patronais do Sul do país. Reúne mais de 4.500 empresas na base, de 17 municípios da Serra Gaúcha, que, juntas, respondem por 69 mil postos de trabalho e um faturamento anual de R$ 50 bilhões. Dentre suas prioridades de atuação estão o impulso à inovação e à competitividade da indústria, a representação dos associados junto às instâncias políticas e econômicas e o incentivo à expansão dos negócios regionais nos mercados nacional e internacional. A sua base reúne os seguintes municípios: Carlos Barbosa, Caxias do Sul, Cotiporã, Garibaldi, Fagundes Varela, Farroupilha, Flores da Cunha, Guabiju, Nova Pádua, Nova Prata, Nova Roma do Sul, Protásio Alves, São Marcos, São Jorge, Veranópolis, Vila Flores e Vista Alegre do Prata.

Fonte: Simecs

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp