Temporal: Mais de 1 milhão de pessoas estão sem luz no Rio Grande do Sul

Desabastecimento de energia ocorre por conta do forte temporal

Publicado por
09:13 - 17/01/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Temporal: Mais de 1 milhão de pessoas estão sem luz no Rio Grande do Sul

Temporal: Mais de 1 milhão de pessoas estão sem luz no Rio Grande do Sul

O forte temporal que passou pelo Rio Grande do Sul entre a noite de terça e a manhã de quarta-feira deixou mais de 1,1 milhão de pessoas sem luz. Pelo menos 600 mil clientes atendidos pela CEEE Equatorial estão desabastecidos nesta quarta-feira, de acordo com a empresa. “Situação causou danos significativos em nossas redes”, destacou a CEEE Equatorial em nota.

Temporal com ventos acima de 100 km/h avança pelo RS e castiga a Grande Porto Alegre

Na área da RGE, são 574 mil clientes sem energia elétrica. As equipes da empresa estão totalmente mobilizadas para restabelecer o fornecimento, com segurança, no menor prazo possível. As regiões mais afetadas são Central, Metropolitana, Vale do Taquari, Vale dos Sinos e Vale do Rio Pardo.

O temporal deixou um rastro de estragos em Porto Alegre e em diversos pontos do Estado. Um homem morreu em Cachoeirinha após ser atingido por uma estrutura metálica.  O Aeroporto Salgado Filho registrou vento de 89 km/h, mesma velocidade observada no Jardim Botânico. Estações particulares de clubes náuticos no Sul da capital anotaram quase 120 km/h. Canoas, na base aérea, teve vento de 107 km/h.

Velocidades de vento medidas no aeroporto ou na base em Canoas são por anemômetros em campo aberto. Dentro da cidade, por relevo e/ou construções, o vento acelera e sopra mais forte, sobretudo em andares altos de prédios. Assim, por certo, rajadas tão fortes quanto 110 km/h a 130 km/h ocorreram.

A chuva, que veio acompanhada de muitos raios e granizo em diversos bairros, foi extrema como o vento em Porto Alegre.

Temporal forte provoca uma morte em Cachoeirinha

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp