Asteriode Apophis – NASA e ISA se preparam para a aproximação em 2029

O asteroide Apophis se aproxima do planeta Terra, e em 2029 os olhos da humanidade se voltam para o céu, antecipando…

Publicado por
11:22 - 02/05/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Asteriode Apophis - NASA e ISA se preparam para a aproximação em 2029

Renderização do Asteroide Apophis - The Planetary Society via ESA

O asteroide Apophis se aproxima do planeta Terra, e em 2029 os olhos da humanidade se voltam para o céu, antecipando o encontro com este visitante celestial. Este asteroide, nomeado em homenagem à antiga divindade egípcia do caos, promete uma aproximação íntima com a Terra, oferecendo uma oportunidade única para a ciência espacial.

  • Nome: 99942 Apophis.
  • Diâmetro: Cerca de 370 metros.
  • Comprimento: Aproximadamente 450 metros.
  • Massa: Estimada em 41 milhões de toneladas.
  • Tipo: Classificado como um asteroide do tipo S, que é composto principalmente de materiais silicatados e uma mistura de níquel e ferro.
  • Formato: Descrito como um “charuto” irregular, possivelmente com dois lóbulos, o que lhe dá uma aparência semelhante a um amendoim.
  • Energia: Sua energia de impacto é comparável a 60 mil bombas de Hiroshima

A preparação para a passagem do asteroide Apophis

Asteriode Apophis - NASA e ISA se preparam para a aproximação em 2029

Renderização do Asteroide Apophis – The Planetary Society via ESA, a vanguarda da exploração espacial, prepara a missão OSIRIS APEX como o carro-chefe para essa ocasião. Inspirada no sucesso da missão OSIRIS-REx, que coletou amostras do asteroide Bennu, a OSIRIS APEX visa estudar as mudanças orbitais de Apophis após sua dança gravitacional com a Terra. A sonda planejada irá se aproximar do asteroide, acionar seus motores para levantar poeira e rochas soltas, e assim, revelar segredos logo abaixo da superfície de Apophis.

Do outro lado do Atlântico, a Agência Espacial Europeia (ESA) também está se preparando para o asteroide Apophis. Com duas missões conceituais em análise, a ESA está considerando a RAMSES, inspirada na missão Hera, e a Satis, que utilizaria satélites CubeSat para uma abordagem mais econômica, embora arriscada.

A colaboração entre a NASA e a ESA é um testemunho do esforço global para compreender melhor os corpos celestes. Empresas privadas, como a Blue Origin, também estão propondo missões para aproveitar essa aproximação. O objetivo é claro: maximizar o conhecimento científico e fortalecer a defesa planetária.

Os estudos sobre a aproximação do asteroide Apophis são mais do que um evento astronômico, e sim uma celebração da colaboração humana e da inovação tecnológica. NASA e ESA, juntas com parceiros internacionais, estão se preparando para transformar esse encontro em uma fonte de conhecimento sem precedentes. E nós, como espectadores, temos a sorte de testemunhar esse momento histórico, quando a Terra dança com Apophis no palco cósmico.

Para mais artigos, clique aqui

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp