Mark Zukerberg fala do seu Mark´s Meat, criação de gado com cerveja e amêndoas

Nesta sexta-feira (16) Mark Zukerberg falou em tom de brincadeira sobre um possível futuro com o que chama de Mark´s…

Publicado por
10:42 - 18/02/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Mark´s Meat

Foto: Reprodução YouTube

Nesta sexta-feira (16) Mark Zukerberg falou em tom de brincadeira sobre um possível futuro com o que chama de Mark´s Meat. Durante o podcast Morning Brew Daily, ele falou sobre seu hobby de criar gado com a intenção de ter a melhor carne do mundo, que pode virar o seu próximo negócio caso ele se canse dos atuais. Por enquanto, ele produz apenas para o consumo próoprio.

No mês de janeiro, ele já tinha abordado seu “Mark´s Meat” no Instagam, explicando os planos de produzir gado em seu Rancho Ko’olau, no Havaí. Nesta sexta, ele foi mais longe e disse que é obsecado por carnes há alguns anos e ama churrasco.

“Sempre brinco com a Priscila e minhas filhas que, se cansar da Meta, vou cuidar da Mark’s Meat. Se você é uma criança, como minhas filhas, é difícil entender o que a Meta é. É muito abstrato. Por um tempo, uma das minhas filhas pensava que eu era um produtor de gado. Ela dizia: “pai, claramente é o que você faz, a Mark’s Meat não está pronta para o lançamento ainda, mas você está focado realmente nisso, já tem alguns bois”.
Os animais criados por Zukerberg no rancho comprado em 2014 são da raça Angus e Wagyu, reconhecida como a mais cara do mundo. A alimentação é baseada em cerveja e noz macadâmia. Zuckerberg parece bem familiarizado com o assunto: “A cerveja induz o apetite, acho que as pessoas estão familiarizadas com isso. Tem uma coisa sobre a cerveja deixar o gado mais relaxado. A literatura científica sobre isso é um tanto inconclusiva. Li muito sobre isso. Não estou convencido sobre a questão do relaxamento, mas acho que está claro que a cerveja faz o gado comer mais e, assim, ganhar mais peso.
Mark´s Meat

Foto: Reprodução YouTube

Sobre o futuro da Mark´s Meat, ele deixa em aberto: “É superdivertido. Vamos fabricar nossa própria cerveja e plantar a nossa própria macadâmia e processá-la, com as crianças sendo uma parte disso. É mais fácil para elas fazer isso do que se envolverem no negócio dos softwares. Quem sabe um dia isso será algo? Por enquanto, só estou produzindo a carne que gosto de comer”.

Clique aqui para mais notícias

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp