Natal 2023: pesquisa mostra como o consumidor pretende comprar os presentes

Segundo pesquisa do CDL e SPC Brasil, o Natal 2023 vai levar 132,9 milhões de consumidores às compras, injetando R$…

Publicado por
17:07 - 15/12/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Natal 2023

Natal 2023

Segundo pesquisa do CDL e SPC Brasil, o Natal 2023 vai levar 132,9 milhões de consumidores às compras, injetando R$ 74,6 bilhões na economia. Os dados mostram que entre os brasileiros que alegam ficar de fora da farra dos presentes, 27% dizem não ter dinheiro, 17% não gostam ou não têm o costume e 15% vão apenas quitar dívidas pendentes.

José César da Costa, presidente da CND, EXPLICA: “O brasileiro tem a tradição de presentear os familiares e amigos e esse ano não será diferente. O período promete movimentar as ruas de todo o país e o comércio conta com as vendas. A expectativa do setor é boa e o comércio está preparado para aproveitar o melhor período de vendas do ano”.

A pesquisa também mostra que os alvos de presentes de Natal são os filhos (60%), a mãe (48%), o cônjuge (44%) e o irmão(a) (28%), além dos 64% que pretendem comprar presentes para si mesmo. A projeção dos intrevistados é de que o valor médio gasto com presentes fique em R$ 138. O ranking dos presentes mais procurados tem roupas (60%), perfumes/cosméticos (37%), calçados (36%), brinquedos (33%) e acessórios (21%).

Natal 2023

Natal 2023

Se por um lado 37% pretendem gastar mais nas compras de presentes este ano do que no Natal do ano passado, há os que irão fugir da compra de presentes, onde 33% querem economizar, 30% estão com o orçamento apertado, 23% têm outras prioridades de compra e 19% não conseguiu economizar dinheiro.

Quanto à forma de comprar os presentes, a grande maioria ainda prefere as compres presenciais, com 76% dos consumidores optando por compras nos canais físicos, sendo 38% em lojas de departamentos, 31% em shopping center (31%). Os 50% dos consumidores que pretendem fazer compras pela internet tem 78% deles usando sites, 70% aplicativos e 19% o Instagram. As compras de sites internacionais ultrapassam os nacionais, segundo as respostas dos entrevistados. Deles, 65% pretendem comprar em sites de lojas internacionais, 55% em sites nacionais, 44% em lojas de departamento e 34% nos classificados de compra e venda de produtos novos e/ou usados.

Quanto à percepção de preços, 55% dos entrevistados entende que os presentes deste ano estão mais caros que do ano passado, enquanto 28% acreditam que estão na mesma faixa de preço e 10% que estão mais baratos. 82% dos entrevistados pretende fazer pesquisa de preços antes de fechar as compras. Os motivos que fazem o consumidor fechar a compra são: 51% são influenciados pelo preço, 39% pelas ofertas e promoções, 25% pelo valor do frete e 24% pelo prazo de entrega.

Clique  aqui para mais notícias

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp