IPVA 2024: Descubra qual carro que vai pagar quase R$ 1 milhão de imposto

Se você fica com dor de cabeça só de pensar o quanto vai pagar de IPVA 2024, espere até saber…

Publicado por
17:33 - 26/12/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
IPVA 2024 mais caro do brasil é da Ferrari LaFerrari - Foto: Divulgação

Ferrari LaFerrari - Foto: Divulgação

Se você fica com dor de cabeça só de pensar o quanto vai pagar de IPVA 2024, espere até saber o valor mais alto do país. Atualmente, o IPVA mais caro do Brasil será pago pelo dono de uma Ferrari LaFerrari, a única no país. Fabricada em 2015, chegou ao Brasil em 2022 e foi comprada por R$ 41 milhões, estando emplacada em Joinvelli, Santa Catarina.

Com a aliquota de 2% de Santa Catarina, a propósito uma das mais baixas do país, a LaFerrari vai pagar nada mais, nada menos do que R$ 800.000. Com esse valor de imposto, é possível compar outro esportivo, um Porsche 911 Carrera. Se fosse emplacada em São Paulo, a aliquota de 4% do IPVA 2024 iria gerar um boleto de R$ 1,6 milhão de imposto anual.

Conheça o carro com o maior IPVA 2024

A Ferrari LaFerrari é um supercarro híbrido de produção limitada construído pela fabricante italiana de automóveis Ferrari. O nome “LaFerrari” significa “A Ferrari” em italiano, e é uma homenagem à linhagem de carros esportivos de alto desempenho da Ferrari.

Ferrari LaFerrari - Foto: Divulgação
Ferrari LaFerrari - Foto: Divulgação

A LaFerrari foi lançada em 2013 como a sucessora da Ferrari Enzo. O carro é impulsionado por um sistema híbrido que combina um motor V12 aspirado de 6,3 litros com um motor elétrico. O motor V12 produz 789 cavalos de potência, enquanto o motor elétrico produz 163 cavalos de potência. A potência combinada do sistema é de 963 cavalos de potência, o que torna a LaFerrari o carro de rua mais potente da Ferrari.

O desempenho da LaFerrari é impressionante. O carro pode acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 3 segundos e atingir uma velocidade máxima de 350 km/h. A LaFerrari também é capaz de fazer curvas a velocidades muito altas, graças ao seu chassi leve e aerodinâmica avançada.

A LaFerrari é um carro extremamente raro. Apenas 499 unidades foram produzidas, e cada uma delas custava cerca de US$ 1 milhão. O carro é um símbolo de status e exclusividade, e é considerado por muitos como o supercarro definitivo.

A Ferrari LaFerrari é construída em um chassi de fibra de carbono e alumínio. O carro tem um peso total de apenas 1.337 kg, o que contribui para seu desempenho excepcional.

O motor V12 aspirado da LaFerrari é montado na posição central traseira. O motor tem um deslocamento de 6,3 litros e produz 789 cavalos de potência a 9.000 rpm. O motor é acoplado a uma transmissão de dupla embreagem de sete velocidades.

O motor elétrico da LaFerrari está montado na parte traseira do carro. O motor tem uma potência de 163 cavalos de potência e pode gerar até 219 lb-ft de torque. O motor elétrico é alimentado por uma bateria de íons de lítio.

O sistema híbrido da LaFerrari pode funcionar em três modos:

  • Modo e-Power: O carro é movido apenas pelo motor elétrico.
  • Modo Hybrid: O carro é movido por uma combinação do motor V12 e do motor elétrico.
  • Modo Performance: O carro é movido apenas pelo motor V12, com o motor elétrico fornecendo potência adicional sob demanda.

Atributos de desempenho

A Ferrari LaFerrari é um carro extremamente rápido e ágil. O carro pode acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 3 segundos e atingir uma velocidade máxima de 350 km/h. A LaFerrari também é capaz de fazer curvas a velocidades muito altas, graças ao seu chassi leve e aerodinâmica avançada.

O carro é equipado com um sistema de suspensão de controle ativo que fornece uma condução suave e precisa. O carro também tem um sistema de freios de carbono-cerâmica que oferece excelente potência de frenagem.

Design

O design da Ferrari LaFerrari é elegante e aerodinâmico. O carro tem uma carroceria de fibra de carbono com linhas fluidas e agressivas. O carro também tem um difusor traseiro grande e um spoiler traseiro ativo que ajudam a gerar downforce.

Clique  aqui para mais notícias

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp