Audi avança no desenvolvimento da nova unidade de potência da F1 2026

A Audi anunciou oficialmente que se juntará ao Campeonato Mundial de Fórmula 1 a partir da temporada de 2026 como…

Publicado por
10:31 - 09/07/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Audi na F1 2026

Foto: Divulgação Audi

A Audi anunciou oficialmente que se juntará ao Campeonato Mundial de Fórmula 1 a partir da temporada de 2026 como fornecedora de unidades de potência. Essa notícia marca um momento significativo para o esporte a motor e para a marca icônica da indústria automobilística alemã.

A decisão da Audi de ingressar na Fórmula 1 está alinhada com as novas regulamentações de unidades de potência, que a partir de 2026 manterão a arquitetura atual do motor V6 de combustão interna, mas apresentarão maior potência elétrica e combustíveis 100% sustentáveis. Esses fatores foram cruciais para a Audi tomar essa decisão.

Audi na F1 2026

Foto: Divulgação  

Além disso, a Audi expressou apoio aos planos da Fórmula 1 de se tornar mais sustentável e eficiente em termos de custos. O limite de custos para fabricantes de unidades de potência foi introduzido em 2023, e a Fórmula 1 estabeleceu a meta de ser neutra em carbono até 2030. Essa abordagem sustentável é fundamental para o futuro do automobilismo e da indústria automotiva como um todo.

O desenvolvimento desta nova unidade de potência da Audi ocorrerá em suas instalações da Audi Sport em Neuburg. Markus Duesmann, Presidente do Conselho de Administração da AUDI AG, enfatizou a importância dessa decisão: “A Fórmula 1 é tanto um palco global para nossa marca quanto um laboratório de desenvolvimento altamente desafiador. A combinação de alto desempenho e competição sempre impulsiona a inovação e a transferência de tecnologia em nossa indústria. Com as novas regras, agora é o momento certo para nos envolvermos. Afinal, a Fórmula 1 e a Audi têm metas claras de sustentabilidade.”

Audi na F1 2026

Foto: Divulgação  

Como é o novo motor da Audi para F1 2026

A nova unidade de potência da Audi para 2026 será formada por um motor a combustão interna com sistema de recuperação de energia (ERS), com capacidade de armazenamento da energia gerada, além de uma unidade geradora de motor elétrico. Além disso, haverá uma unidade de controle eletrônico (CU-K) e um complexo sistema MGU-H capaz de converter o calor dos gases de escape.  Com as novas regras, a potência do motor elétrico vai triplicar, passando dos 12okW atuais para 350kW. Esta potência elétrica é quase a mesma do motor a combustão, que gera aproximadamente 400kW.

Audi na F1 2026

Foto: Divulgação 

Ainda não foi anunciado com qual equipe a Audi se alinhará em 2026, mas essa informação será revelada até o final deste ano. Estamos ansiosos para ver o logotipo da Audi no grid e para ouvir mais detalhes sobre seus planos futuros. A entrada da Audi na Fórmula 1 promete trazer emoção e inovação para o esporte, e os fãs podem esperar uma nova era de competição movida por tecnologia sustentável.

Clique aqui para mais artigos

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp