Neurocientista revela qual a primeira coisa que devemos fazer ao acordar

Em um mundo onde a tecnologia e as demandas da vida moderna frequentemente distorcem nossos padrões naturais de sono, um…

Publicado por
20:16 - 22/05/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Dr. Andrew Huberman

Dr. Andrew Huberman

Em um mundo onde a tecnologia e as demandas da vida moderna frequentemente distorcem nossos padrões naturais de sono, um neurocientista da renomada Universidade de Stanford traz uma sugestão simples, mas poderosa, para começar o dia da melhor maneira possível: expor-se à luz solar pela manhã.

O Dr. Andrew Huberman, um respeitado neurocientista e professor em Stanford, tem estudado extensivamente o impacto da luz natural no cérebro humano. Seu trabalho revela que uma das primeiras ações que devemos realizar ao despertar é buscar a luz do dia. Mas por quê?

A resposta reside no ritmo circadiano, o relógio biológico que regula o ciclo de sono e vigília do nosso corpo. Este ciclo é profundamente influenciado pela luz, especialmente pela luz solar. Ao acordar e expor nossos olhos à luz natural, ativamos células específicas na retina que enviam sinais ao núcleo supraquiasmático, o centro do relógio biológico no cérebro. Este simples ato de receber a luz do sol ajuda a sincronizar nosso relógio interno com o ciclo de 24 horas do dia, promovendo um sono mais reparador à noite e um estado de alerta durante o dia.

Neourocientista Dr. Andrew Huberman

Foto: Freepik

Os benefícios explicados pelo neurocientista

Os benefícios de se expor à luz solar pela manhã vão além de um bom sono. Esta prática tem sido associada à melhoria do humor, à regulação dos hormônios do sono como a melatonina e até mesmo à saúde ocular. Além disso, a luz solar estimula a produção de cortisol, conhecido como o hormônio do estresse, em níveis ideais para preparar o corpo para o dia que se inicia.

Neourocientista Dr. Andrew Huberman

Foto: Freepik

Incorporar a exposição à luz solar nas rotinas matinais pode ser tão crucial para o bem-estar geral quanto dormir bem, manter uma alimentação saudável e praticar exercícios regulares. O neurocientista enfatiza que este hábito matinal pode ter um impacto significativo em diversos aspectos do corpo e da mente, incluindo o sistema imunológico, os níveis hormonais e a concentração durante o dia.

Portanto, ao acordar amanhã, antes de checar o celular ou se perder nos afazeres do dia, considere dar alguns passos ao ar livre e permitir que a luz do dia dê o tom para um dia produtivo e equilibrado. A ciência da neurociência sugere que este simples ato pode ser a chave para um dia mais saudável e feliz.

Clique aqui para mais artigos

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp