10 anos sem Paul Walker: conheça sua história antes de Velozes e Furiosos

Hoje, 30 de novembro, fazem 10 anos desde que o ator Paul Walker morreu, em um fatídico acidente de carro…

Publicado por
11:50 - 30/11/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
10 anos sem Paul Walker

Velozes e Furiosos 1

Hoje, 30 de novembro, fazem 10 anos desde que o ator Paul Walker morreu, em um fatídico acidente de carro em 2013. O ator saiu de um evento a bordo do Porsche Carreta GT com o amigo Roger Rodas ao volante. Em certo ponto, a alta velocidade fez com o carro se desgovernasse, batendo fortemente e depois pegando fogo.

Na época, o investigador da polícia de Los Angeles, Kristy McCracken, explicou o caso: “O motorista perdeu o controle em alta velocidade e o veículo girou. Ao colidir na calçada, o Porsche foi arremessado contra uma árvore e depois bateu em um poste de luz. De acordo com as testemunhas, a força da colisão fez o esportivo girar 180° mais uma vez. Assim, o lado do passageiro bateu contra outra árvore. Logo depois, o Carrera GT pegou fogo”, conta.

10 anos sem Paul Walker

A carreira de Paul Walker começou cedo, muito antes do sucesso global de Velozes e Furiosos. Ele nasceu em Glendale, Califórnia, em 12 de setembro de 1973, e começou sua carreira de ator como modelo infantil aos dois anos de idade. A estreia na televisão foi em 1985, na série de TV “Highway to Heaven”. Nos anos seguintes, ele atuou nas séries “Who’s the Boss?”, “Charles in Charge” e “The Young and the Restless”, além de filmes como “Meet the Deedles” (1998) e “Varsity Blues” (1999).

10 anos sem Paul Walker

Em 2001, Walker ganhou fama mundial ao interpretar Brian O’Conner no filme de ação “Velozes e Furiosos”. O filme foi um grande sucesso e gerou uma franquia de filmes que continua até hoje. Walker reprisou seu papel como Brian O’Conner em todos os filmes da franquia, exceto “Velozes e Furiosos 9”. Ele também estrelou “Hours” (2013) e “Brick Mansions” (2014).

Amante da velocidade, declarações como: “Velocidade é isso, sentir-se livre. Quando corremos pensamos na vida, ficamos em silêncio, ouvindo apenas o barulho do motor” marcaram sua história. Mas quisera o destino que sua frase mais conhecida: “Se um dia a velocidade me matar, não chore, saiba que morri sorrindo” iria parafrasear o seu fim.

10 anos sem Paul Walker

Paul Walker deixou para trás uma filha, Meadow, que nasceu em 1998 e uma grande base de fãs que o admirava por sua beleza, talento e coração. Ele será lembrado como um dos atores mais populares e queridos de sua geração. Ele foi um ícone da cultura pop e sua influência será sentida por muitos anos.

Clique aqui para fazer o cadastro com bônus na Blaze e comece suas apostas.

Clique  aqui para mais notícias

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp