Escola de Caxias do Sul investigada por maus-tratos a crianças poderá ser fechada após conclusão de inquérito

Inquérito tem prazo para ser concluído daqui há três dias

Publicado por
23:19 - 27/11/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Escola de Caxias do Sul investigada por maus-tratos a crianças poderá ser fechada após conclusão de inquérito

Foto: Wellington Frizon/Grupo RSCOM

A comunidade caxiense segue em busca de justiça pelas crianças vítimas de maus-tratos em uma escola da rede infantil de Caxias do Sul. O caso foi denunciado no início do mês e o processo segue em segredo de justiça. Porém, mesmo com o caso em andamento, os pais dos alunos da determinada escola seguem em busca de respostas para que possam, ao menos um pouco, se tranquilizar.

(Clique aqui para relembrar o caso)

Por conta disto, para explicar aos pais como o processo está sendo elucidado, o presidente da Comissão de Educação de Caxias do Sul, vereador Adriano Bressan, juntamente com outros parlamentares, com o delegado Rodrigo Kegler Duarte da Polícia Civil e a representante da Secretaria Municipal da Educação (Smed), Lia Fernanda Stedile Dartora, se reuniram e realizaram uma reunião na sala Geni Peteffi, e relataram como o caso está sendo tratado.

A ocasião também foi oportuna para que os pais pudessem “desabafar” suas dores.

Foi um momento, com certeza, muito delicado. A gente ouviu relatos de pais que viram, presenciaram junto às investigações os vídeos e ficamos realmente muito sensibilizados com o que está acontecendo neste momento. Pedimos a sensibilidade que as investigações sejam concluídas o quanto antes, porque a gente entende o sofrimento desses pais e de outros que não puderam participar, e ainda tem essas crianças dessa escola que supostamente tiveram maus-tratos e agressões, nós queremos realmente, nesse momento, é justiça”.

INQUÉRITO NA RETA FINAL

A Polícia Civil possui o prazo de 30 dias para a finalização do inquérito, sendo assim, em menos de três dias os pais deverão ter uma resposta do que será feito referente a escola investigada, bem como os suspeitos das agressões. O caso está sendo investigado de maneira individual, podendo acarretar outros crimes além de maus-tratos.

SMED ENCERROU O CONTRATO COM A ESCOLA, PORÉM A MESMA CONTINUA EM FUNCIONAMENTO

Conforme explicou Bressan, a SMED rompeu o credenciamento com a escola logo após as denúncias, porém, por conta da escola ser particular, ela segue em funcionamento. Contudo, vale frisar que o Poder Público retirou as crianças, as quais tinham as vagas pagas pelo Município e encaminhou elas para outras escolas.

“Hoje recebemos a notícia que com a conclusão do inquérito, o delegado pode, sim, pedir uma medida cautelar com o fechamento da escola. Ele não nos deixou claro se vai haver isso ou não, pois ele precisa ainda terminar as investigações, então com a conclusão dele próprio, o delegado entende que se ele tiver os indícios suficientes, vai pedir uma cautelar para o fechamento dessa escola”.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp