Dois suspeitos de envolvimento no ataque a carro-forte em Caxias do Sul são presos em São Paulo

Homens foram capturados por uma equipe da Polícia Militar durante uma abordagem na Rodovia Régis Bittencourt, no início da tarde desta sexta (21). Embora nada ilícito tenha sido encontrado durante a abordagem, uma consulta ao sistema de dados revelou que ambos nomes constavam na lista dos possíveis envolvidos no roubo

Publicado por
23:47 - 21/06/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Aeroporto de Caxias do Sul

Foto: Reprodução

Dois criminosos envolvidos no ataque a um carro-forte no Aeroporto de Caxias do Sul, na Serra Gaúcha, foram presos na região de Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo. A informação foi confirmada pelo Capitão Anderson, da Polícia Militar, em entrevista para a imprensa, na tarde desta sexta-feira (21).

Os dois suspeitos foram capturados por uma equipe da Polícia Militar durante uma abordagem na Rodovia Régis Bittencourt, no início da tarde de hoje. Embora nada ilícito tenha sido encontrado durante a abordagem, a consulta ao sistema revelou que ambos estavam envolvidos na tentativa de roubo e já eram procurados pelas autoridades.

Entenda o Caso

Na noite de quarta-feira (19), uma tentativa de assalto a um carro-forte no Aeroporto de Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, terminou tragicamente com a morte de um policial militar e de um criminoso. Os assaltantes usaram uma tática audaciosa, aproximando-se de uma das entradas do aeroporto em viaturas da Polícia Federal falsas e vestidos com uniformes da PF. Armados com fuzis, os criminosos desembarcaram e iniciaram o ataque.

Quando a polícia de verdade chegou ao local, houve uma intensa troca de tiros. Um policial da Brigada Militar do Rio Grande do Sul foi baleado durante o confronto. Ele foi socorrido, mas infelizmente não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital. Um dos criminosos, identificado como Silvio da Costa, mais conhecido como “Bin Laden”, também foi atingido e morreu na troca de tiros.

Silvio da Costa, que usava uma identidade falsa, havia saído recentemente do sistema penitenciário. Ele era acusado de envolvimento no roubo de 700 kg de ouro no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos (SP), onde a quadrilha também usou viaturas falsas da Polícia Federal para realizar o crime.

* Com informações da Band/UOL

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp