Dengue: Bento Gonçalves registra 173 casos da doença em 2024

Em menos de um mês, houve um aumento de mais de 100 casos de dengue. Em 19 de abril, o total de confirmados era 62

Publicado por
09:18 - 14/05/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Dengue: Bento Gonçalves registra 173 casos da doença em 2024

Do total, 148 são casos autóctones (contraídos localmente) e 25 são importados. (Foto: nuzeee/Pixabay)

Neste ano de 2024, Bento Gonçalves contabiliza 173 casos de dengue, conforme divulgado pela Prefeitura Municipal nesta terça-feira (14). Desse total, 148 são casos autóctones (contraídos localmente) e 25 são importados, em que o indivíduo contrai a doença em outra cidade. Houve um aumento de mais de 100 casos em menos de um mês, passando de 62 casos confirmados em 19 de abril para os atuais 173. Até o momento, não houve óbitos relacionados à doença no município.

Os principais bairros de Bento Gonçalves onde foram encontradas larvas do mosquito Aedes aegypti são: Caminhos da Eulália, Centro, Imigrante, Santa Helena, Glória, Municipal, Juventude, Vinhedos, São Valentim, Conceição, Fátima, São Roque, Ouro Verde, Universitário, Progresso, Borgo, COHAB, Vila Nova II, Barracão, Cruzeiro, Eucaliptos, São Francisco e Vinhedos.

As ações de combate ao mosquito estão sendo intensificadas pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS), por meio dos agentes de endemias. Eles monitoram pelo menos 126 armadilhas mensalmente. Atualmente, os agentes estão investigando a presença do vetor nos bairros Pomarosa, São Roque, Glória e São Vendelino, onde foram registrados os últimos casos de dengue.

Durante esta semana, as equipes continuarão com a pesquisa do vetor nos bairros com casos confirmados e realizarão a desinsetização. Os agentes passarão em vários bairros, tais como: Botafogo, Pomarosa, Vinhedos, São Roque, Ouro Verde, Borgo, Glória, Vila Nova, Conceição e Progresso. Todos os trabalhos são registrados e seguem o plano nacional de combate a dengue.

Segundo a médica veterinária da Vigilância Ambiental, Analiz Zattera, “os agentes estão diariamente nas ruas averiguando quintais de residências e qualquer outro local que possa ter água parada”. Locais como terrenos baldios sujos ou depósitos de lixo em vias públicas devem ser denunciados pelo telefone (54) 3055-7142.

De acordo com a Secretaria da Saúde, Analiz Zattera, os casos de dengue vem aumentando desde o ano de 2023, pelo aumento das temperaturas em geral e também por conta do aumento de chuvas, que provocam o incremento do número de focos no ambiente.

“No período de março até o final de maio, ocorre o maior número de casos da doença”, explicou Analiz. No ano de 2023, foram mais de 180 casos de dengue em Bento Gonçalves, sendo cerca de 90% deles no primeiro semestre do ano.

Sobre o mosquito

O Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, tem menos de 1 centímetro de tamanho, é escuro e apresenta riscos brancos nas patas, cabeça e corpo. O inseto, principalmente a fêmea, tem hábitos diurnos e se alimenta de sangue humano.

Sintomas da dengue

Os principais sintomas da dengue são febre alta, dores musculares intensas, dor ao movimentar os olhos, mal-estar, falta de apetite, dor de cabeça e manchas vermelhas no corpo. Ao apresentar esses sintomas, é fundamental procurar imediatamente a unidade de saúde mais próxima para o diagnóstico e tratamento adequados.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp