Grupo caxiense adere à manifestação nacional por morte de cão em viagem de avião

Ato com tutores e pets ocorre no domingo, a partir das 10h, em frente ao Aeroporto Hugo Cantergiani

Publicado por
18:53 - 25/04/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

(Foto: Montagem/Reprodução)

Um caso chocou os tutores e protetores de animais na segunda-feira (22). Joca, golden retriever de 5 anos, morreu durante o transporte aéreo da Gollog, empresa da companhia Gol, depois de um erro sobre o destino. Após o ocorrido, diversos grupos estão mobilizando manifestações exigindo justiça em todo o país. Em Caxias do Sul, o ato está sendo organizado pelo grupo Goldens Retriever Serra Gaúcha, para ocorrer às 10h do domingo (28), em frente ao Aeroporto Regional Hugo Cantergiani. Os organizadores também convidam a comunidade para estar presente, juntamente com tutores e pets de todas as raças.

Caso Joca

Joca deveria ter sido levado do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, para SinopMato Grossono mesmo voo de seu tutor, mas foi colocado em um avião que embarcou para Fortaleza, no Ceará

O animal acabou sendo mandado de volta para Guarulhos e, quando o tutor chegou para encontrá-lo, o pet estava morto. A família diz que o golden retriever não recebeu os cuidados necessários da empresa. A companhia aérea afirma que acompanhou o animal em todo o trajeto e o falecimento foi inesperado, já em São Paulo, depois que ele retornou.

Em nota, a Gol lamentou o ocorrido e disse ter sido surpreendida pelo falecimento de Joca. A empresa afirmou que o tutor foi notificado do ocorrido assim que chegou em Sinop e que a escolha dele foi voltar para Guarulhos para reencontrar o cachorro. A companhia disse também que se encarregou de cuidar do animal em Fortaleza até o embarque no voo 1527 de volta para Guarulhos.

Família desolada

O tutor de Joca, João Fantazzini, lamentou em suas redes sociais após a morte de seu animal de estimação. “Meu filho, me perdoa por ter sido egoísta de querer você ao meu lado! Você é o amor da minha vida para sempre!”, dispara Fantazzini em uma publicação.

Após o fato ocorrido, Deputada Denise apresentou projeto para que animais domésticos sejam transportados junto aos tutores em viagens aéreas

Apontando a necessidade de mudança na legislação, a deputada federal caxiense Denise Pessôa (PT) protocolou na quarta-feira (24) projeto de lei propondo que os animais de estimação sejam transportados ao lado dos tutores nas viagens aéreas, sendo proibida a colocação dos pets no compartimento de carga dos aviões.

O Ministério da Justiça notificou a companhia para prestar esclarecimentos saber o caso.

“A morte de um animal de estimação numa circunstância como essa não pode se repetir, é inadmissível e um erro irreparável. Precisamos de legislação que resguarde a vida dos pets no transporte aéreo, o que, por óbvio, não se dá com o tratamento que temos hoje, já que são transportados como se fossem uma bagagem ou uma mercadoria”, defende Denise.

Leia mais

Deputada Denise apresenta projeto para que animais domésticos sejam transportados junto aos tutores em viagens aéreas

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp