Golpe do Enem: Site falso de inscrições engana candidatos

Criminosos emitiam boletos de R$ 85 para estudantes; Inep acionou a Polícia Federal para investigar o caso

Publicado por
15:22 - 31/05/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

(Foto: Andre Porto - 24.jan.21/UOL)

Estudantes interessados em prestar a edição deste ano do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) foram vítimas de golpes. Um site falso foi criado imitando o endereço oficial de inscrição na prova — cores, fonte e até recurso de assistente virtual eram iguais.

A página pedia para o candidato informar todos os dados pessoais e depois gerava um boleto para, supostamente, quitar a taxa de inscrição, no valor de R$ 85, o mesmo cobrado pelo governo. Há dezenas de relatos de vítimas nas redes sociais.

Nesta quinta-feira (30), o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), responsável pelo Enem, acionou a Polícia Federal para investigar o site, retirado do ar na manhã desta sexta-feira (31). As autoridades ainda tentam identificar o criador.

Em nota, o Inep disse que a página do participante do Enem — que pode ser acessada pelo portal do Inep ou pelo endereço enem.inep.gov.br/participante—, está funcionando normalmente, sem registros de interferência.

“Importante ressaltar que o pagamento da taxa de inscrição é feito por meio de boleto do Banco do Brasil, só disponibilizado ao inscrito após acesso ao sistema do exame por meio do login único do gov.br”, explica o instituto.

No X, antigo Twitter, estudantes fizeram publicações indignadas relatando terem caído no golpe ou conhecerem alguma vítima.

“Minha colega de trabalho caiu no golpe do Enem. Coitada, tive que auxiliar a bichinha, toda se tremendo, falando que não tinha dinheiro para pagar uma segunda inscrição”, escreveu um usuário.

“Não basta a humilhação que vou passar para fazer Enem no meu aniversário, ainda caí no golpe e tô pedindo a Deus que o banco estorne meu dinheiro”, publicou outro.

Calendário do ENEM 2024

As inscrições para o Enem 2024 começaram na última segunda-feira (27). Os candidatos têm até 7 de junho para se inscrever para o exame, a principal porta de entrada para o ensino superior do país e em algumas instituições de Portugal, além de programas governamentais de financiamento e apoio ao estudante, como Fies, ProUni e Sisu.

Os candidatos devem fazer a inscrição na página do participante.

A taxa de inscrição é R$ 85 e deve ser paga até 12 de junho. Estudantes com direito a isenção de taxa tiveram prazo até 26 de abril para solicitar o benefício.

O participante que teve a solicitação de isenção da taxa de inscrição aprovada terá a participação no Enem 2024 confirmada após a realização e conclusão da inscrição.

Já o não isento deverá realizar sua inscrição e efetuar o pagamento da taxa no prazo estipulado para ter sua inscrição confirmada após o processamento do pagamento.

Os moradores do Rio Grande do Sul terão um prazo extra para se inscrever, devido à calamidade pública no estado gerada pelas enchentes. O Ministério da Educação trabalha em um novo calendário para esse público, que também terá a isenção da taxa de inscrição garantida (inclusive nos casos de justificativa de ausência, na edição de 2023, reprovada).

As provas do Enem serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro. O edital com o cronograma e as regras para o Enem 2024 foi publicado no início do mês. Além de apresentar as datas e os horários do exame, o texto detalha os documentos necessários e as obrigações do participante, incluindo situações em que o candidato pode ser eliminado.

Assim como nos anos anteriores, o Enem será aplicado em todos os estados e no Distrito Federal. Os municípios de aplicação estão disponíveis no sistema de inscrição e no portal do Inep. No momento da inscrição, o estudante precisa indicar onde deseja realizar o exame.

Os gabaritos das provas objetivas serão publicados no dia 20 de novembro no portal do Inep. Já os resultados individuais serão divulgados no dia 13 de janeiro de 2025 no mesmo site.

*Via Folha de São Paulo

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp