VÍDEO: treinador do BGF de Bento Gonçalves é agredido e time tem dinheiro roubado em Santiago

Os documentos do treinador foram furtados

Publicado por
16:36 - 26/11/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
VÍDEO: treinador do BGF de Bento Gonçalves é agredido e time tem dinheiro roubado em Santiago

Foto: Divulgação

Na noite deste sábado (25), o treinador do BGF de Bento Gonçalves, Vaner Flores, foi agredido após uma confusão durante um jogo contra a equipe do Ser Santiago. Contudo, o técnico teve os documentos pessoais furtados e o dinheiro da equipe foi roubado. A definição de quem fica com a segunda vaga na final da Série Ouro de Futsal passará pelo Tribunal de Justiça de Desportiva (TJD). 

A confusão começou quando faltavam 10 minutos e 55 segundos para o término da etapa final.    O jogador Alan fez o segundo gol do SER Santiago, que jogava em casa, no Ginásio Aureliano de Figueiredo Pinto. Era o empate em 2 a 2 com o time da Serra — a BGF chegou abrir vantagem de dois gols de diferença.

Enquanto os atletas comemoravam, teve início um movimento de contestação do gol à beira da quadra. A alegação da BGF é que a bola estaria segura nas mãos do goleiro quando Alan finalizou e, portanto, o lance seria irregular.  A equipe da BFG, de Bento Gonçalves, alegou falta de segurança na partida saiu de quadra para não mais voltar.

No duelo de Bento Gonçalves, a BGF venceu por 7 a 4.

O clube divulgou a seguinte nota:

O BGF/AAPF vem por meio desta nota, repudiar veementemente os acontecimentos na noite de ontem no Ginásio Municipal de Santiago, onde após um gol anulado da equipe adversária, nosso treinador, Vaner Flores sofre agressão física pelo Presidente do Clube do SER SANTIAGO, de forma covarde, resultando isso, em invasão de diversos torcedores na quadra onde nosso treinador sofreu mais agressões de pessoas ali presentes, sendo que os próprios seguranças contratados por SER SANTIAGO estavam impedindo que os atletas do BGF/AAPF fossem retirar o treinador Vaner Flores do meio das agressões, inclusive utilizando de armas de choque nos atletas.

Diante de tal situação, os jogadores e comissão técnica do BGF/AAPF foram para o vestiário, onde lá, diversos torcedores tentaram adentrar, com objetivo de arrombar a porta com chutes e do lado de fora do ginásio, torcedores do SER SANTIAGO, quebraram vidros do vestiário para continuar as agressões.

Concomitante a isso, ocorreu furto, onde os documentos do treinador Vaner Flores e o valor em dinheiro para a janta da equipe foram roubados.

Para a delegação do BGF/AAPF sair da cidade, foi necessário a escolta da brigada militar.

Manifestamos nosso total repúdio aos fatos ocorridos com nossa delegação na cidade de Santiago, esperando que a Federação Gaúcha de Futebol de Salão tome todas as medidas jurídicas cabíveis, esperando que os responsáveis sejam devidamente responsabilizados“.

POSIÇÃO DA FEDERAÇÃO GAÚCHA DE FUTEBOL DE SALÃO 

O presidente da Federação Gaúcha de Futebol de Salão (FGFS), Ivan Rodrigues dos Santos, estava no ginásio e conta que houve uma briga generalizada.

Segundo o presidente da FGFS, a BM compareceu com quatro viaturas e 11 policiais, que se juntaram aos nove seguranças particulares. Mesmo assim, a BGF deixou a quadra e optou por não retornar.

Já acionei o procurador da Federação para, assim que a súmula e o relatório do representante de quadra chegarem, ele formalize a denúncia e encaminhe ao TJD. É o TJD que vai decidir qual será o encaminhamento, se serão jogados os 10 minutos restantes ou se vai ter W.O da BGF, por exemplo. São duas coisas distintas para serem analisadas, a briga e a BGF ter saído de quadra — explica.

O presidente ainda afirma que já conversou com representantes do TJD para que a análise do caso ocorra ainda nesta semana.

 

Fonte: BGF/AAPF

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp