UCS inaugura laboratório para coleta e armazenamento de células-tronco em Caxias do Sul

Nesta segunda-feira(13) a RA CIC Caxias foi palco para o professor e vice-reitor da UCS Dr. Asdrubal Falavigna, explicar sobre…

Publicado por
15:30 - 13/06/2022

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Foto: Paula Brunetto / Grupo RSCOM

Nesta segunda-feira(13) a RA CIC Caxias foi palco para o professor e vice-reitor da UCS Dr. Asdrubal Falavigna, explicar sobre as células-tronco.

De acordo com Falavigna os estudos publicados e avanços em medicina sobre esse assunto os Estados Unidos estão mais a frente, com 56% das publicações. A América Latina tem apena 2%, destes o Brasil compõe apenas 0,08%. Na visão dele falta investimentos para a área.

Falavigna destacou o trabalho da Universidade de Caxias do Sul (UCS) nos assuntos que envolvem a vida humana. Ele relembrou a importância da pesquisa, pois muita gente vai para fora do país buscar terapias para repor as células e no fim das contas os tratamentos não ajudam aquele paciente. Atualmente, a Universidade faz pesquisas com células de pacientes. Entretanto, a partir do dia 4 de julho, haverá a inauguração de dois laboratórios, um deles, lá no Centro Clínico da UCS, o qual fará coleta e armazenamento de células para que no futuro, caso o paciente precise, possa resgatar e fazer os devidos tratamentos.

Até o momento, segundo Falavigna a Universidade teve apoio do setor privado, unindo tecnologias que já vem construindo há 15 anos, e parceria com uma empresa de Brasília. Ainda não houve apoio do setor público.

Asdrubal salientou também que a UCS está unindo, em pesquisas, as células-tronco e o grafeno. Pois o grafeno serve como um condutor elétrico que auxilia na multiplicação destas células.

Fotos: Paula Brunetto / Grupo RSCOM

Foto: Paula Brunetto / Grupo RSCOM

Confira a entrevista completa.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp