Tribunal do Júri condena dois acusados de triplo homicídio, em Caxias do Sul, a quase 90 anos de cadeia

Dos outros quatro réus condenados, um foi absolvido do homicídio, mas sentenciado por formação de organização criminosa

Publicado por
16:34 - 13/04/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
CAXIAS DO SUL

Foto: Marcelo Oliveira/Grupo RSCOM

Cinco pessoas foram condenadas pela morte de uma família ocorrida em outubro de 2020 no município de Caxias do Sul. Na ocasião foram mortos Edson Toffolo, 37 anos, Vanessa Martins dos Santos, 29, que estava grávida de seis meses, e o filho de Vanessa, Enzo dos Santos de Oliveira, quatro anos.

A decisão do Tribunal do Júri, que realizou o julgamento entre a manhã da quinta-feira (11) e a noite de sexta (12), fez com que os irmãos Rodrigo dos Santos Castilhos e Marcos dos Santos Castilhos recebessem as maiores penas, de 88 anos e três meses de prisão.

Os outros condenados, Tauan dos Santos de Freitas Bueno, Davi Nunes e Gabriel da Silva receberam penas menores. Tauan foi condenado a 54 anos e sete meses, enquanto Davi e Gabriel receberam pena de 48 anos de prisão. Um dos acusados acabou sendo absolvido dos homicídios. Trata-se de Álisson Scariot, porém ele foi condenado a três anos em regime aberto pela acusação de organização criminosa.

Relembre o crime

O assassinato ocorreu na Rua Fabio Formolo, bairro Jardim Iracema, em 26 de outubro de 2020. O Ministério Público afirma que o motivo do crime foi a disputa por território para venda de drogas.

Os condenados integravam uma organização criminosa que dominava o comércio de drogas nos bairros Serrano e Jardim Iracema.

Os irmãos Rodrigo e Marcos eram os mandantes da facção, mesmo estando em regime prisional, ao lado de Tauan. Edson Toffolo, o pai da família assassinada, vendia drogas no local.

Na noite dos assassinatos, Gabriel, Davi e o adolescente executaram a família em casa quando estavam deitados, por volta das 23h30min. De acordo com as informações, Toffolo foi atingido por 12 tiros, Vanessa foi morta com três disparos e o pequeno Enzo com um tiro na cabeça.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp