Três torcedores do Valencia são condenados por racismo contra Vini Jr

Acusados ficarão oito meses presos e estarão proibidos de frequentarem estádios por dois anos. Clube também passará por sanções

Publicado por
15:43 - 10/06/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Três torcedores do Valencia são condenados por racismo contra Vini Jr

Vini Jr. | Foto: JOSE JORDAN / AFP / Correio do Povo/ Reprodução

Três torcedores do Valencia foram condenados nesta segunda-feira (10) a oito meses de prisão por insultos racistas em maio de 2023 contra o astro brasileiro Vinicius Junior, do Real Madrid, um caso que provocou uma onda de indignação internacional.

Os três homens, que admitiram os atos, também vão ser proibidos de frequentar estádios de futebol para as partidas do campeonato espanhol ou da Seleção por dois anos.

Os condenados, que não têm antecedentes criminais, não vão ser levados para uma penitenciária, já que os juízes na Espanha costumam suspender as penas de prisão quando não superam dois anos de condenação.

O comunicado do Tribunal também revela que os três homens vão ter que pagar os custos vinculados ao processo.

O Real Madrid celebrou a decisão do tribunal, considerada ‘a primeira condenação por atos desta natureza emitida pelos tribunais penais da Espanha’.

Em 21 de maio de 2023, Vini Jr foi recebido no estádio Mestalla com gritos generalizados de ‘macaco’ pela torcida do Valencia.

O comitê disciplinar do futebol espanhol anunciou sanções contra o Valencia, inclusive o fechamento parcial do estádio do clube durante cinco jogos e uma multa de 45 mil euros.

Símbolo da luta contra o racismo no futebol, Vinicius Junior já foi alvo de ofensas em várias partidas nos últimos anos, mas apenas alguns incidentes resultaram em punições.

*Fonte: Correio do Povo

 

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp