Surto de Covid-19: Justiça proíbe visitas e movimentação no Presídio Regional de Caxias

Medida foi adotada após agentes testarem positivo para coronavírus

Publicado por
11:30 - 11/12/2020

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Foto: Maicon Rech/Grupo RSCOM

Um possível surto de casos de coronavírus motivou o pedido judicial de proibição de movimentação interna no Presídio Regional de Caxias do Sul, a antiga Pics, às margens da BR-116. O despacho, assinado pela Juíza de direito Milene Fróes Rodrigues Dal Bó nesta quinta-feira (10), indica três casos de Covid-19 confirmados entre agentes penitenciários da Susepe e diversos detentos com sintomas gripais que realizaram testes RT-PCR e aguardam resultados dos exames.

A motivação da decisão judicial foi uma conversa com apenados que estão reclusos na Galeria B da casa prisional. Os indivíduos relataram o fato de vários colegas de cela estarem com sintomas claros de gripe ou até mesmo de infecção por coronavírus.

Como medida cautelar, para evitar a interdição do local, a Juíza solicitou a suspensão de visitas e audiências, contato com advogados (exceto em que haja necessidade de assinaturas para mandato), e sobrestamento do cumprimento das decisões que definiram transferências para a antiga Pics.

Quando o resultado dos exames para detecção de coronavírus forem divulgados, haverá nova decisão. Seja pela manutenção das medidas restritivas (em caso de positivos) ou, ainda, liberação (em caso de exames negativos). Não é descartada a interdição da casa prisional se houver propagação excessiva de Covid-19.

No dia 31 de agosto, com mais de 140 positivos, a Penitenciária Estadual de Caxias do Sul, no Apanhador, havia registrado o primeiro surto dentro de uma instituição prisional na Serra Gaúcha. Agora, servidores da Unidade Básica de Saúde (UBS) interna do presídio fará acompanhamento e avaliação dos detentos que apresentam sintomas gripais.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp