Sequência de acidentes fere motorista e deixa trânsito complicado na “nova alça” em Caxias do Sul

O trânsito na Rota do Sol e ERS-122 está sendo orientado por agentes do Grupo Rodoviário da Brigada Militar de Farroupilha

Publicado por
00:03 - 02/12/2022

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Sequência de acidentes fere motorista e deixa trânsito complicado na nova alça de acesso

Foto: Mauro Teixeira

Uma sequência de três acidentes na noite desta quinta-feira (01), deixou o trânsito complicado na Rota do Sol e também na ERS-122, na saída de Caxias do Sul para Flores da Cunha, próximo da nova alça de acesso que faz ligação das duas rodovias.

O primeiro acidente ocorreu por volta das 22h, entre dois caminhões no km 82, da ERS-122, próximo a Mecânica Bormana. Nesta ocorrência, um caminhão com placas de Lages, que trafegava em direção a Flores da Cunha, bateu na carroceria de um outro caminhão que tentava fazer uma manobra em cima da pista para retornar e acessar a nova alça de acesso inaugurada na última segunda-feira (28).

Neste acidente o motorista caminhão Mercedes, ficou preso nas ferragens e precisou ser retirado por uma equipe do Corpo de Bombeiros. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), também foi acionado e socorreu o motorista até o Pronto Socorro do Hospital Pompéia. Não foi divulgado o estado de saúde do caminhoneiro.

O segundo acidente da noite ocorreu em cima do viaduto da Rota do Sol, localizado entre o Posto São Luiz e o Porto Seco. No local dois caminhões da Companhia de Desenvolvimento de Caxias do Sul (Codeca), acabaram se chocando, resultando em apenas danos materiais nos veículos. A pista ficou bloqueada nos dois sentidos da rodovia até a retirada dos caminhões.

Já o terceiro caso envolveu uma carreta que tentava acessar a alça de acesso. O veículo não conseguiu vencer o trajeto íngreme da rotatória, e o condutor foi obrigado a manobrar o caminhão evitando que a carreta saísse da pista.
Na sequência, um segundo caminhão, que também tentava acessar a alça acabou ficando preso no local.

 

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp