Secretário de Segurança de Gravataí deixa cargo após briga em frente a casa noturna

Imagens mostrando envolvimento de André Brito em pancadaria circulam nas redes sociais

Publicado por
14:59 - 04/12/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Secretário de Segurança de Gravataí deixa cargo após briga em frente a casa noturna

Briga teria ocorrido no entorno do Parcão de Gravataí | Foto: Record RS / Reprodução

O secretário para Assuntos de Segurança Pública de Gravataí, André Brito, deixou o cargo nesta segunda-feira (4) após ter se envolvido em uma briga. A decisão ocorre após imagens que mostram uma troca de agressões entre o servidor e outro homem terem circulado nas redes sociais. O vídeo teria sido gravado às 5h30min de domingo, em frente a uma casa noturna, no entorno do Parcão de Gravataí.

Em nota, o prefeito Luiz Zaffalon determinou o afastamento do titular da pasta, por ‘postura não condizente com o cargo’. O posto foi assumido pelo tenente-coronel Emílio Teixeira.

Segundo o Correio do Povo, Brito declarou que pediu exoneração. Antes da pancadaria, ele alega que estava no aniversário de 16 anos da filha e que tinha ido auxiliar na recarrega da bateria do carro de um amigo, que havia estacionado próximo ao estabelecimento. O ex-secretário afirma que se envolveu na confusão após ele ter sido agredido quando tentava apartar outra briga, que avistou durante o trajeto.

“Eu tinha saído do aniversário da minha filha e ido até esse local para fazer uma ponte na bateria de um carro. O vídeo só grava um pedaço da briga, antes disso eu tinha levado dois socos”, declarou.

O registro mostra dois homens vestidos de preto que se somam ao funcionário público nas agressões. Ele afirmou que não os conhecia.

O ex-secretário reconhece que errou e afirma que deixou o cargo para não prejudicar a gestão municipal.

“Sei que errei, não deveria ter reagido. Mas sou homem, pai de família e tenho sangue correndo nas veias. Sou ser humano e agi no calor do momento. O caso só está tendo essa repercussão por causa do meu cargo, por isso pedi exoneração.”

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp