Secretaria de Turismo do RS mira sustentabilidade, inovação e infraestrutura para impulsionar setor

Titular da pasta, Luiz Fernando Rodriguez Júnior, palestrou sobre o tema na RA CIC Caxias desta segunda-feira (25)

Publicado por
16:29 - 25/09/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Secretaria de Turismo do RS mira sustentabilidade, inovação e infraestrutura para impulsionar setor

Foto: Júlio Soares/Objetiva/divulgação

Os planos do governo do Estado do Rio Grande do Sul para o Turismo estiveram em pauta na reunião-almoço da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC Caxias) desta segunda-feira (25). O titular da Setur, Luiz Fernando Rodriguez Júnior, destacou que sustentabilidade, inovação e mercado e infraestrutura são os tópicos que nortearão as ações estratégicas da gestão atual.

Na ótica do secretário, Caxias do Sul tem um grande potencial turístico, e deve, além de olhar para o futuro, resgatar o que já deu certo. Ele cita, como exemplo de regiões que devem ser exploradas pelos empreendedores para atrair visitantes, os bairros Ana Rech e Galópolis, além do viés local para o turismo industrial e vitivinícola.

Segundo Rodriguez, a intenção é que a Setur esteja ao lado destes investidores para fomentar os negócios.

“Caxias do Sul tem um imenso potencial turístico. E esse potencial precisa resgatar aquilo que historicamente já aconteceu aqui. É uma região rica, que tem muitas belezas naturais. Os nossos três pilares, norteadores da secretaria, encaixam perfeitamente em cima das demandas que aqui existem”, constata.

Aos empresários e gestores presentes, Rodriguez reforçou o protagonismo do turismo para a geração de emprego e renda à cadeia produtiva. De acordo com ele, o segmento impacta diretamente em agências de viagens e hotéis, e beneficia indiretamente aos comércios e indústrias.

A gastronomia carrega as contratações de funcionários, com 63% das novas admissões, seguida pela hotelaria, com 11% e pelos transportes turísticos, com 10,6%. Ao todo, em 2022, o segmento empregou 105.939 profissionais, 23,7% a mais que em 2021, e terminou o período com saldo positivo de 11.579, entre admissões e desligamentos.

No eixo da sustentabilidade, dentro dos pontos estratégicos da Secretaria do Turismo do RS, Fernandez detalhou a implementação do Plano Diretor do Turismo. O planejamento pretende fortalecer a gestão descentralizada e contínua, apoiar o planejamento do turismo integrado do setor de segurança pública, aperfeiçoar o ambiente legal e normativo do setor turístico e ampliar os estudos e pesquisas em turismo.

O chefe da pasta convocou o empresariado a participar da construção do plano, por meio de feedbacks. A expectativa é que os primeiros avanços possam ser entregues ao governador Eduardo Leite em novembro deste ano.

“Nosso governo entende a importância de trazer segurança jurídica para o investidor, e que esse plano diretor do turismo possa, em 2026, em 2030, fazer com que todo mundo que quer aqui investir, saiba para onde o Estado vai no setor do turismo”, projeta.

Definindo a atual gestão do turismo como “um novo momento”, o secretário trouxe outros aspectos que permearão os trabalhos, como o reposicionamento e gestão da marca turística do RS, visando abrir portas para investimentos e parcerias estratégicas. Também é meta da pasta fortalecer o produto gaúcho, elevando o grau de apresentação e demanda que o produto possa ter, junto ao serviço e experiência do turista.

“O investimento do turismo aproveita aquele que é feito em segurança, em transporte, em educação, em saúde. Ele aproveita todos os investimentos transversais que são feitos pelo governo do Estado”, finaliza Rodriguez.

 

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp