Revitalização de paradas de ônibus iniciam em terminal no Pio X, em Caxias

Os serviços de revitalização em estações centrais do transporte coletivo urbano começaram nesta semana em Caxias do Sul. A parada…

Publicado por
15:17 - 15/06/2019

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

(foto: leonardo portella/divulgação)

Os serviços de revitalização em estações centrais do transporte coletivo urbano começaram nesta semana em Caxias do Sul. A parada localizada na rua Moreira Cesar, próximo à Balduíno D’Arrigo, no bairro Pio X, foi a primeira a receber os trabalhos de manutenção e conservação dos terminais de embarque e desembarque de passageiros. Contratadas pela Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMTTM), as melhorias serão realizadas em 49 pontos de ônibus da área central pelos próximos 12 meses.

Nesta sexta-feira (14/06), as equipes estão concentradas na verificação e desobstrução das calhas e tubos e executam também os trabalhos de limpeza da parada e das chapas de policarbonato na cobertura. A etapa auxilia na remoção de cartazes e pichações e antecede a revitalização da pintura das estruturas, que manterá as cores originais.

O início da aplicação da tinta está programado para a próxima semana, dependendo das condições do clima. Após, haverá reparo nas instalações elétricas: os refletores e lâmpadas existentes serão substituídos por equipamentos de LED, aumentando a eficiência no consumo e contribuindo com a segurança dos usuários. Durante a realização dos serviços, o terminal será isolado e o atendimento do transporte público será realizado próximo ao local.

Além da parada na Moreira Cesar, o serviço avançará ainda no mês de junho em outras três estações: na avenida Rossetti, próximo ao entroncamento com a Moreira Cesar, e outra na Visconde de Pelotas com a Duque de Caxias. A terceira será a estação Ópera, na Pinheiro Machado entre a Dr. Montaury e a Visconde de Pelotas, que será iniciada após a finalização dos primeiros terminais. Nesta última, as melhorias serão efetuadas em duas etapas, evitando o desativamento total do ponto durante os dias de revitalização. Não há prazo para conclusão individual dos trabalhos.

O investimento na contratação do serviço é de R$ 670.498,37 com financiamento do Fundo Municipal de Transportes (Funtran). O Fundo recebe 1% do faturamento da empresa concessionária do transporte público na cidade e a prefeitura investe, conforme prevê a lei, em melhorias no serviço. É deste mesmo Fundo que é custeada a manutenção mensal das Estações Principais de Integração (EPIs) Imigrante e Floresta.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp