Restaurante Popular não terá redução de oferta de alimentos segundo secretário de Agricultura de Caxias do Sul

Leia mais Chuvas causam prejuízos superiores a R$ 30 milhões em Flores da Cunha Farroupilha reitera pedido junto à Caixa…

Publicado por
10:50 - 30/08/2022

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Restaurante Popular não terá redução de oferta de alimentos segundo secretário de Agricultura de Caxias do Sul

Foto: João Pedro Bressan / Prefeitura

Neste mês de agosto, encerra-se o primeiro contrato do Restaurante Popular de Caxias do Sul, o qual era em parceria da prefeitura com a Associação Mão Amiga. A partir de 1º de setembro já entra em vigor um novo contrato, com os mesmos parceiros, o serviço não para, no entanto haverá mudanças no contrato.

O secretário municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SMAPA), Rudimar Menegotto, comentou que o primeiro acordo atendia 1.280 refeições por dia no Restaurante Popular e em cozinhas comunitárias. O valor investido era de R$2,8 milhões. Ele avaliou como um momento difícil este primeiro período. Pois com a pandemia, os valores aumentaram e a demanda também.

Para a segunda edição da parceria o valor repassado será de R$3 milhões. Contudo, mesmo repassando a inflação não será possível manter, pelo contrato, as mesmas 1.280 refeições. Sendo assim será ofertado 1.130. Entretanto, para que a população vulnerável não fique sem a alimentação, a prefeitura em parceria com o Governo do Estado participará do projeto denominado Pró-social, a adesão já foi aprovada.

O Pró-social permite que o poder executivo de Caxias do Sul busque empresas e faça uma troca de recursos. As empresas terão descontos no ICMS e esse valor será destinado para suprir esses 150 refeições dia que o contrato inicial não cobre. Será necessário, cerca de R$500 mil.

Números do Restaurante Popular:

  • Março a agosto de 2021: R$ 154.040,58 de repasse mensal e R$ 955.048,42 de valor investido, com 88.180 refeições, num total de 44.006 quilos de alimentos.
  • Setembro de 2021 a agosto de 2022 (aditivo): R$ 234.069,62 de repasse mensal e R$ 2.808.835,44 de valor investido, com 317.970 refeições (estimadas até o final de agosto), num total de 160.890 quilos de alimentos.
  • Total de refeições: 406.150, com R$ 3.763.883,86 em valores totais e 208.774 quilos de alimentos.
  • Bairros atendidos: Reolon/ Mariani (116 famílias e 325 viandas); Campos da Serra (104 famílias e 270 viandas); Canyon (80 famílias e 260 viandas); Esplanada (67 famílias e 205 viandas) e Vila Esperança (90 famílias e 150 viandas). Total: 457 famílias e 1.210 viandas.
  • Refeições Presenciais: cerca de 70/dia.
  • Novo contrato/ Setembro 2022: valor de R$ 3 milhões, com 1.130 refeições diárias transportadas aos bairros. (*Fonte SMAPA)

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp