Renato confirma Kannemann e Carballo fora e salienta que “todo cuidado é pouco” para duelo contra o Caxias

Treinador também falou da vontade de seu grupo em conquistar o título

Publicado por
13:39 - 31/03/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
RENATO PORTALUPPI

Foto: Reprodução

Após a última atividade do Grêmio antes da primeira final do Campeonato Gaúcho 2023, que ocorre amanhã contra o Caxias no estádio Centenário, o técnico da equipe Tricolor Renato Portaluppi concedeu uma entrevista coletiva.

Durante a conversa com os jornalistas, o treinador ressaltou que não existe um clima de favoritismo dentro de seu grupo de jogadores: “no futebol não tem mais essa de que o time vai entra em campo e a camisa vai ganhar”.

O comandante, durante os pouco mais de 30 minutos de entrevista, falou também sobre a maneira de jogar, esta que não deve ser muito alterada:

“A nossa maneira de jogar não vai mudar muito até por causa das nossas peças também, e a maneira que nos encontramos de jogar, todo mundo tá gostando, principalmente os jogadores e a mim”

Por diversas vezes o comandante do Grêmio afirmou os méritos da equipe grená em chegar a esta fase do torneio, mas também deixou clara a vontade que seu grupo tem de conquistar este título novamente.

“O Caxias pode ser campeão, mas ele vai ter que jogar muito mais do que a gente e vai ter que correr muito mais do que a gente, porque nosso objetivo aqui é sim se integrar totalmente nesses 180 minutos e consiga nosso objetivo”.

Ao ser questionado sobre a presença de Kannemann e Carballo, tendo em vista que o primeiro não foi visto nas partes abertas para a imprensa nos treinamentos e o segundo retornou da seleção uruguaia com quadro de virose, o treinador deixou por um momento o mistério no ar, dizendo que “tudo pode acontecer”. Mas minutos depois confirmou:

“o Kannemann tá fora do jogo, é um desconforto, deixa ele quietinho aqui, e o Felipe (Carballo) infelizmente chegou com essa virose, não é covid, é virose só, mas ele tá bastante debilitado. Ele tá fora do jogo”

Recentemente o clube perdeu Lucas Leiva, que anunciou sua aposentadoria, negociou o meia Thaciano ao Bahia e agora perde Thiago Santos para o Fluminense. Esse ‘buraco’ no elenco Tricolor também foi pauta de uma das perguntas, e Renato afirmou que a direção segue em busca de reforços mas também falou sobre as variações que uma negociação envolve:

“O problema é, dois motivos, a parte financeira, e você encontrar esses jogadores, esse que é o problema hoje no Brasil. Às vezes você tem o dinheiro mas você não consegue ter o jogador disponível, e vice-versa, é difícil hoje em dia você encontrar um jogador bom disponível, e quando isso acontece o clube pede um absurdo por eles”, afirmou.

A delegação do Grêmio viaja para Caxias do Sul nesta tarde. A partida de ida da final do Campeonato Gaúcho contra o Caxias ocorre amanhã, no estádio Centenário. O duelo inicia às 16h30.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp