Proprietário de casa noturna caxiense se manifesta sobre morte de homem após agressões

Empresário ressalta que os seguranças interviram para separar clientes que brigavam

Publicado por
14:23 - 23/11/2022

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Proprietário de casa noturna caxiense se manifesta sobre morte de homem após agressões

Foto: Redes Sociais

O proprietário da casa noturna onde Jones da Silva Lindholz, conhecido como Joninhas, foi agredido e morreu após ficar internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), se manifestou sobre o caso.

O empresário compareceu à delegacia da Polícia Civil e comunicou que na madrugada do dia 10 de outubro aconteceu uma briga em seu estabelecimento. De acordo com o dono da casa noturna, o desentendimento envolveu dois clientes que estavam no local. Após um princípio de confusão, os homens foram convidados, pelos seguranças, a se retirarem.

No boletim de ocorrência que a reportagem do Portal Leouve teve acesso consta que Joninhas ficou ferido. Diante das lesões, foi solicitado atendimento pela equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). O proprietário ressalta que os seguranças da casa interviram para separar os clientes que brigavam e depois socorreram Joninhas.

Em um novo boletim de ocorrência registrado pelo proprietário nesta quarta-feira (23), o proprietário ressalta que o estabelecimento repudia qualquer tipo de ação violenta dentro da casa, especialmente dos seguranças que trabalham no local. Ainda consta na ocorrência que Joninhas alegou estar necessitando de auxílio para custear medicamentos e o proprietário se solidarizou com a vítima, prestando-lhe ajuda.

Joninhas tinha 37 anos e morreu na manhã desta quarta-feira (23) após ficar mais de 20 dias internado no Hospital Pompéia. O corpo será velado nesta quarta, às 18h, no Centro Comunitário São Victor Cohab, e sepultado às 14h30min desta quinta (24), no Cemitério dos Santos Anjos.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp