Prévia do PIB de maio apresenta pior resultado para o mês nos últimos cinco anos

Índice de Atividade Econômica registrou queda de 2% e teve pior desempenho mensal desde março de 2021; Ministério da Fazenda demonstra preocupação com a prolongada alta da taxa de juros

Publicado por
16:41 - 17/07/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Prévia do PIB de maio apresenta pior resultado para o mês nos últimos cinco anos. (Foto: Divulgação)

Prévia do PIB de maio apresenta pior resultado para o mês nos últimos cinco anos. (Foto: Divulgação)

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central registrou queda de 2% em maio, de acordo com dados publicados nesta segunda-feira, 17. O indicador é considerado uma prévia do Produto Interno Bruto (PIB) e teve o pior resultado para o mês nos últimos cinco anos, quando houve baixa de 3,08% em maio de 2018.

A queda também representa o pior desempenho mensal desde março de 2021, quando retraiu 3,5%. Já no acumulado do ano, o índice registrou alta de 3,61%. Nos últimos doze meses, houve crescimento de 3,43%. Em relação a maio de 2022, o indicador cresceu 2,15%.

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, comentou os resultados pontuando que ele foi conforme o esperado, uma vez que a autoridade monetária mantém juros reais elevados há muito tempo.

“Estamos preocupados. Estamos recebendo muito retorno de prefeitos e governadores sobre arrecadação. A pretendida desaceleração da economia do Banco Central chegou forte e precisamos ter muita cautela com o que pode acontecer se as taxas forem mantidas na casa de R$ 10 o juro real ao ano. Está muito pesado para a economia”, afirmou.

PIB Regional

A Serra Gaúcha tem diversos atrativos turísticos, além de contar com culinária refinada e ser muito rica culturalmente, e sua representatividade à nível estadual, bem como nacional é inegável. A região é integrada por 32 municípios que compõem o Conselho Regional de Desenvolvimento da Serra (Corede), e foi apresentado através de números em levantamento realizado pela Cics Serra.

Conforme os dados, em 2021 a Serra abrigava pouco mais de 972 mil habitantes, representando 8,5% da população do Estado. O Produto Interno Bruto (PIB), da região serrana também é muito significante, ficando na terceira colocação dentre os 28 Coredes, com 52.695.658, ou 10,8% do total do RS.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp