Preso um dos envolvidos em triplo homicídio na praia de Magistério, no litoral Norte

Homem de 23 anos foi preso em Alvorada; ele teria atuado como motorista na fuga dos criminosos após o ataque

Publicado por
17:00 - 15/02/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
suspeito

Foto: Fabiano do Amaral / CP

A Polícia Civil prendeu, na madrugada desta quinta-feira, um dos suspeitos de envolvimento no ataque a tiros que deixou três mortos na praia de Magistério, em Balneário Pinhal, no litoral Norte. Pelo menos outros três homens permanecem foragidos. A instituição não descarta o envolvimento de mais pessoas no crime, ocorrido na manhã de quarta-feira.

O suspeito tem 23 anos e foi preso em casa, na rua Mato Grosso, no bairro Piratini, em Alvorada, na região Metropolitana. Ele teria atuado como motorista dos criminosos, durante a fuga após o triplo homicídio. A ficha criminal dele soma registros por tráfico, roubo e ameaça, entre outros.

Segundo a Brigada Militar, o atentado ocorreu próximo às 8h30min, na esquina das ruas Santa Cruz e Rui Barbosa. Testemunhas relatam que um trio, saído de um veículo Gol de cor prata, invadiu uma residência e alvejou os moradores.

Dentro da casa foi morto um homem de 48 anos, que respondia por tráfico, receptação, dano, embriaguez, lesão corporal e porte ilegal de arma de fogo. Ainda foi morto um jovem de 24 anos, que não tinha antecedentes. Outras pessoas também estavam no imóvel, inclusive crianças. Aproximadamente 50 projéteis e estojos de pistolas, calibre 9 milímetros e .40, foram recolhidos no local.

A terceira morte ocorreu na parte externa da residência. A vítima era um adolescente de 16 anos, que foi baleado em via pública. Ele teria sido morto após indicar aos executores a casa onde estavam as outras vítimas. A execução dele é investigada como queima de arquivo. Em outras palavras, o menor de idade morreu apenas por ter testemunhado o crime.

A suspeito é que o ocorrido seja fruto de disputas internas de uma facção. De acordo com policiais civis, o principal alvo era um homem conhecido como Beleza, que não estava no imóvel no momento do ataque.

Beleza é apontado como uma das lideranças do crime organizado na praia de Magistério. Ele seria integrante de uma facção criada no bairro Bom Jesus, na zona Leste de Porto Alegre, mas que também criou ramificações no litoral Norte.

Conforme a investigação, outros membros do grupo reivindicavam o controle da venda de drogas na localidade. O atentado teria ocorrido porque Beleza se recusava a ceder o ponto de tráfico. Os dois mortos dentro do imóvel eram pai e irmão dele. A dupla também teria envolvimento com a facção.

Fonte: Correio do Povo

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp