Presa temporariamente suspeita de arquitetar homicídio de idoso em Caxias do Sul

Conforme a Polícia Civil, ela teria induzido adolescentes a realizarem o crime fatal

Publicado por
14:30 - 26/01/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Polícia encontrou as roupas utilizadas

Polícia encontrou as roupas utilizadas (Foto: PC/Divulgação)

Uma mulher, de 42 anos, foi presa temporariamente nesta quinta-feira (26) sendo a principal suspeita de arquitetar um homicídio triplamente qualificado de um idoso em Caxias do Sul. No dia 12 de janeiro, Olímpio Itacir Santini, de 77 anos, foi morto a golpes de faca no bairro Cruzeiro. Conforme a Polícia Civil, ela teria manipulado seu filho de 15 anos a matar o homem, sendo agora capturada no Campos da Serra, Zona Leste da cidade.

De acordo com as investigações, a motivação do delito foi uma discussão entre a vítima e a mulher em razão de o idoso ter a vontade de denunciá-la pela suspeita de ter roubado dinheiro de sua conta corrente por meio de saques indevidos. Em virtude disto, ela induziu o adolescente a cometer o crime, este teve auxílio de sua namorada, de 12 anos (completados no dia da morte da vítima). O crime foi praticado de forma brutal, mediante o deferimento de mais de 30 facadas. Após, a carteira da vítima foi roubada e outros saques feitos de sua conta.

Também nesta quinta-feira (26), foram apreendidas as roupas usadas pelos envolvidos durante os saque, bem como um par de tênis usado pela jovem de 12 anos quando durante o homicídio. Conforme a PC, “vale destacar que, com o auxílio dos peritos criminais, o par de tênis apreendido logo foi submetido a exame químico com o uso da substância “luminol”, restando demonstrada a existência de vestígios de sangue no calçado”. As diligências foram cumpridas em parceria com uma equipe de peritos criminais do Instituto Geral de Perícias (IGP) de Caxias do Sul, viabilizando assim a riqueza de detalhes técnicos que embasam a investigação e corroboram a autoria dos fatos.

Em razão da identificação de participação direta de adolescentes no contexto da morte da vítima, será instaurado procedimento próprio para apuração e devida responsabilização dos jovens. A suspeita presa apresenta antecedentes policiais por estelionato, roubo e falsidade ideológica. Após a adoção dos procedimentos de praxe, a presa foi encaminhada ao Sistema Penitenciário e colocada à disposição da Justiça.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp