Polícias Federal e Civil de São Paulo deflagram operação contra grupo que praticou fraudes bancárias no RS

Crimes foram cometidos em quatro cidades gaúchas. Policiais cumprem 45 mandados em no interior paulista

Publicado por
07:32 - 20/06/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Foto: Divulgação/PF

A Polícia Federal (PF) e a Polícia Civil de São Paulo deflagaram, na manhã desta quinta-feira (20), a Operação Vulneráveis. A finalidade é desarticular uma organização criminosa (ORCRIM) especializada em fraudes contra instituições financeiras, com base no Estado. Segundo a investigação, ela atua em diversos estados brasileiros, pelo menos, desde 2020.

As investigações iniciaram a partir de ataques realizados pela ORCRIM, em fevereiro do ano passado, em agências da Caixa Federal (CEF), em Vacaria, São Leopoldo, Canoas e Viamão. Na sequência, identificou-se que a organização agiu em diversos estados, alcançando um número ainda não identificado de pessoas (vítimas diretas) e agências bancárias (vítimas indiretas).

Cerca de 90 policiais federais e civis cumprem nove mandados de prisão, 21 de busca e apreensão, nove de sequestro e seis de colocação de tornozeleira eletrônica, no estado de São Paulo.

A Justiça determinou ainda o bloqueio de valores em contas bancárias dos investigados e a arrecadação de outros bens que venham a ser identificados em poder do Grupo. Em tese, eles responderão pelos crimes de furto qualificado, estelionato, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

O nome Vulneráveis foi adotado em alusão ao modus operandi da ORCRIM: age nas salas de autoatendimento dos bancos, onde elegem como vítimas diretas as pessoas mais vulneráveis, com o intuito de furtar o cartão bancário e, posteriormente, efetuar saques e transferências das contas.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp