Polícia prende em São Paulo sexto suspeito de envolvimento em ataque a escola no Paraná

Homem de 19 anos foi preso ‘em face de instigação e apoio ao ataque’, disse o ministro Flávio Dino

Publicado por
14:14 - 10/07/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

(Foto: Reprodução/ Google Street Views)

Um homem de 19 anos foi preso nesta segunda-feira, 10, no Estado de São Paulo, durante ação que investiga o ataque ao Colégio Estadual Helena Kolody, em Cambé, ocorrido em 19 de junho, no Paraná. A informação foi confirmada pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino (PSB-MA), em publicação nas redes sociais. Segundo Dino, a prisão do novo individuo aconteceu “em face de instigação e apoio ao ataque”. O atentado resultou na morte de dois alunos da instituição: Karoline Verri Alves, 17 anos, e Luan Augusto, 16 anos. Os dois eram namorados.

Esse foi o sexto indivíduo preso por suposto envolvimento ao ataque ao colégio em Cambé. Anteriormente, em 26 de junho, a Secretaria de Segurança Pública do Paraná já havia informado a prisão de um homem de 39 anos, morador de Rolândia, por relação com o atentado.

Em nota, o órgão também citou outros três presos na investigação: um homem de 35 anos e um homem de 21 anos, os dois de Rolândia, e um homem de 18 anos em Gravatá, no estado de Pernambuco. O autor do atentado foi preso no mesmo dia. Ele foi identificado como um ex-aluno de 21 anos da instituição pública, que teria invadido a escola e efetuado diversos disparos. Os nomes e a idade das vítimas não foram revelados. O suspeito já foi preso. A investigação sobre o ataque é pela Polícia Civil paranaense conta com o apoio do Laboratório de Operações Cibernéticas (Ciberlab) do Ministério da Justiça. “Investigações prosseguem. Cumprimento as equipes participantes”, escreveu Flávio Dino no Twitter. A previsão é que a polícia apresentará a dinâmica dos fatos após a conclusão do inquérito.

Fonte: Jovem Pan

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp