Polícia Civil prende autor do estupro e morte a facadas de jovem em Caxias do Sul

O crime aconteceu na madrugada de sábado (31) para domingo (1º), no bairro Esplanada

Publicado por
18:26 - 03/01/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Polícia prende suspeito de ter estuprado e matado jovem a facadas em Caxias do Sul

Foto: Redes Sociais

O crime de estupro e homicídio da jovem Naiara Ketlin Pereira Maricá, de 18 anos, foi solucionado pela Delegacia da Mulher de Caxias do Sul. O suspeito de ter cometido a barbárie foi preso pela polícia por volta das 16h30min desta terça-feira (3), no bairro Montes Claros, na Zona Sul de Caxias. O crime aconteceu na madrugada de sábado (31) para domingo (1º), no bairro Esplanada.

O autor do crime, que não teve a identidade divulgada, foi ouvido pela delega Aline Martinelli, titular da Delegacia da Mulher, e teve prisão preventiva decretada no início da noite.

Para consolidar o inquérito, os agentes da Polícia Civil ouviram testemunhas, analisam imagens de câmeras de monitoramento e também pessoas que estiveram próximas da vítima na madrugada do último sábado (31).

De acordo com informações de uma testemunha, uma mulher, que teria reconhecido o autor do crime, fez a denúncia informando o paradeiro de onde ele estaria escondido. A princípio, ele moraria com outro indivíduo que, ao saber do crime, teria mandado ele embora.

De acordo com a delegada Aline, o suspeito é natural de Pirapó, cidade localizada na fronteira com a Argentina, e informou que o suspeito estaria em Caxias do Sul desde o último dia 27 de dezembro na casa de um amigo, mas desde ontem, sem residência fixa. Em depoimento, o suspeito confirmou que levou-a até em casa, mas que não recorda do que aconteceu depois disso. A Polícia Civil prendeu o autor preventivamente e irá concluir o inquérito policial.

Relembre o crime

Conforme o delegado plantonista da DPPA, Rodrigo de Assis, a vítima teria saído com um grupo de amigos com a intenção de ir até a região da Estação Férrea para comemorar a virada, entretanto, no meio do caminho ela teria passado mal e retornado para casa.

Durante o trajeto de retorno, ela teria encontrado um “sujeito”, que acompanhou ela até a residência onde ocorreu o crime. Ainda, conforme o delegado, um dos colegas de Naiara teria visto esse mesmo indivíduo próximo do local, enquanto eles se dirigiam para a festa.

No caminho, ele teria pedido um cigarro a uma das testemunhas e depois seguido e acompanhado a vítima.

“Muito provavelmente ele a rendeu com uma faca e invadiu a residência”, relata o delegado.

O delegado contou que dentro da casa, o cenário encontrado era de sangue para todos os lados.

“O autor do crime desferiu vários socos no rosto da vítima e depois abusou sexualmente de Naiara, que estaria indefesa pelo fato de estar alcoolizada. Ela foi uma presa fácil, o autor do crime se aproveitou do estado em que ela se encontrava e a abusou e depois matou com vários golpes de facas no pescoço e também na coxa”, revela.

O sepultamento da jovem ocorreu na segunda-feira (2), às 11h no Cemitério do Rosário II, sendo que o velório ocorreu na Capela Mortuária do Cemitério do Rosário II.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp