Polícia Civil investiga mulher que afirmou ter sofrido abusos de policiais em Vacaria

Durante audiência de custódia ela afirmou que sofreu abusos

Publicado por
17:01 - 16/12/2022

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
PRATA Feminicídio Serafina vice-prefeito é preso

Foto Ilustrativa (Foto: Polícia Civil)

No mês de setembro criminosos envolvidos no sequestro de uma professora foram presos em Vacaria. Entretanto, uma das pessoas detidas pela Polícia Civil, uma mulher de 27 anos, afirmou durante a audiência de custódia que havia sofrido abuso por parte dos agentes. A situação foi investigada por outra delegacia e descobriu-se que ela mentiu para tentar um relaxamento da pena.

Conforme informações, durante a audiência, a mulher afirmou para juíza que os policiais que a prenderam praticaram abusos. Frente a situação, a magistrada determinou que uma investigação referente a conduta dos policiais fosse iniciada.

Os investigadores conseguiram vídeos do momento da prisão e também de quando a mulher detida chegava à delegacia além de testemunhos. Com este material, nada foi constatado referente a abusos ou prática de violência. De acordo com a Polícia Civil, além do sequestro, a criminosa agora responderá por crime de denunciação caluniosa e calúnia.

Audiência de Custódia

Recentemente a imprensa gaúcha revelou uma situação recorrente. Criminosos orientavam uns aos outros sobre a audiência de custódia. Conforme áudios e outras mídias, os bandidos eram instruídos a relatarem violência policial e, para criar maior credibilidade no relato até mesmo automutilação poderia ser feita.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp