Polícia Civil apreende 240 quilos de maconha em operação no Vale dos Sinos

Dois homens, ambos de 20 anos, foram presos em flagrante. Ainda foram apreendidos cinco quilos de cocaína, e quatro de crack

Publicado por
10:05 - 20/11/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Polícia Civil apreende 240 quilos de drogas em operação no Vale dos Sinos

Prejuízo gerado ao tráfico ultrapassa R$ 500 mil | Foto: Polícia Civil/divulgação

O Departamento Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Denarc) da Polícia Civil anunciou, nesta segunda-feira (20), o desmantelamento de um esquema de distribuição de drogas com sede em Campo Bom, no Vale do Sinos. Na ação, foram apreendidos 240 quilos de maconha, cinco quilos de cocaína, e quatro de crack, em um imóvel utilizado como depósito por uma facção. Dois homens, ambos de 20 anos, foram presos em flagrante. Os entorpecentes seriam enviados para Porto Alegre e região Metropolitana.

Segundo o delegado Gabriel Borges, titular da 3ª Delegacia de Investigação do Narcotráfico, a investigação teve início há um mês, a partir da troca de informações entre agências de inteligência da Polícia Civil e da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O apurado dava conta que um suspeito, utilizando sempre o mesmo veículo, transportava entorpecentes de Campo Bom para Porto Alegre e região Metropolitana, além de municípios do interior. “Após as entregas, o homem retornava ao imóvel e buscava mais drogas”, relatou.

No domingo, esse automóvel foi monitorado e abordado na saída da residência, ainda em Campo Bom, mas, desobedecendo o comando dos policiais, o motorista disparou com uma arma de fogo e fugiu em alta velocidade. Após dez minutos de perseguição, o criminoso foi alcançado e preso. A arma dele, uma pistola calibre nove milímetros de uso restrito, foi apreendida.

Após a prisão, os agentes do Denarc ingressaram na casa utilizada pelo suspeito e localizaram os quase 250 quilos de drogas, além de balanças de precisão e cadernos contendo anotações do narcotráfico. Além disso, um segundo homem foi preso em flagrante no local. Nenhum dos presos tinha antecedentes criminais.

“O prejuízo gerado ao tráfico ultrapassa R$ 500 mil”, afirmou o delegado Borges. “Essa ação integra a estratégia da Polícia Civil de descapitalizar o crime organizado e responsabilizar as grandes lideranças. A investigação prossegue para identificar os demais membros do grupo”, concluiu.

*Com informações de Correio do Povo

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp