“Pezão” é condenado a 18 anos de prisão por homicídio em Caxias

Marcos Vinícius de Oliveira, o Pezão, foi condenado, nesta quinta-feira, dia 08, a 18 anos de reclusão pelo Tribunal do…

Publicado por
19:43 - 08/06/2017

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Pezão, ficou famoso após ter se apresentado como namorado de ex-princesa da Festa da Uva. Foto: Divulgação

Marcos Vinícius de Oliveira, o Pezão, foi condenado, nesta quinta-feira, dia 08, a 18 anos de reclusão pelo Tribunal do Júri de Caxias do Sul, por matar, a pauladas uma pessoa no interior do Bar Pousada, na Rua Ernesto Alves. O crime aconteceu no 05 de abril de 2011, em Caxias do Sul.

Pezão, ficou famoso após ter se apresentado como namorado de ex-princesa da Festa da Uva. Foto: Divulgação

Na ocasião, o Pezão, invadiu um bar perto da rodoviária de Caxias do Sul e matou Adalíbio Martins Velho, 56, a pauladas. Na época, Pezão alegou ter cometido o assassinato sob o efeito de drogas e também em legítima defesa.

Mas de acordo com testemunhas afirmam que o crime teria sido uma vingança contra Adalíbio, que denunciou Pezão por participação em um assalto. Ele ficou preso até janeiro de 2013.

Histórico de Crimes

Além dos crimes de homicídio, Pezão tem passagens na polícia por tráfico de drogas, ameaça, posse de entorpecentes e roubo. Em 2014, Pezão ficou famoso após a morte da ex-princesa da Festa da Uva, Henriette Vaccari, encontrada sem vida em seu apartamento na Av. Júlio de Castilhos.

Na ocasião, ele se apresentou como namorado da ex-princesa, e estaria no apartamento dela no momento em que ela morreu, no entanto a Polícia Civil apontou que não havia nada que liguasse a morte de Henriette a Pezão.

Logo após a morte de Henriette, Pezão foi preso por ter agredido o jovem Jordi Palhano, 19 anos, a pauladas na Rua Marquês do Herval, entre a Rua Sinimbu e a Avenida Júlio de Castilhos.

Preso em flagrante por tentativa de homicídio, e levado para a Penitenciária Industrial de Caxias, logo ele voltou a ser notícia quando postou fotos em uma rede social, contando um pouco da sua rotina dentro do presídio. Na época ele confessou a postagem e respondeu um procedimento disciplinar, e teve o aparelho recolhido.

Foto: Mauro Teixeira

Em janeiro deste ano, Pezão sofreu uma tentativa de homicídio, Ele foi atingido por dois tiros em um terreno baldio que liga as ruas São Salvador e Uruguai, no bairro Jardim América. Pezão levou um tiro na perna e outro no rosto, de uma arma calibre 45.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp