Papa critica desmatamento na Amazônia, elogia povo brasileiro e canta: ‘Cachaça não é água’

Francisco também afirmou que o mundo vive uma ‘terceira guerra mundial aos poucos’

Publicado por
17:17 - 12/03/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

(Foto: Vincenzo PINTO / AFP)

Em entrevista publicada neste domingo (12) pelo site argentino ‘Perfil‘, o papa Francisco elogiou a alegria do povo brasileiro, criticou o constante desmatamento na região amazônica, cantou – ainda que com a letra errada – uma marchinha de Carnaval e falou sobre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Segundo o pontífice, a alegria dos brasileiros é a sua maior riqueza, sendo essa traduzida nas comemorações carnavalescas.

Brasil começa o carnaval desde o início do ano até a Sexta-feira Santa. O brasileiro sempre vem pra mim com aquela música ‘dizem que cachaça é água, eu acho que não’, é isso que o brasileiro tem de riqueza”, disse Francisco após ressaltar que o brasileiro é uma “explosão de riqueza”.

Ao comentar sobre a Amazônia, o papa criticou o ato e declarou ser “impressionante” e “escandaloso” como criminosos possam tirar os “pulmões da humanidade”.

“A Amazônia e o Congo são os dois pulmões da humanidade e se eles tiram isso, tiramos nosso oxigênio, tiramos riqueza”, declarou.

Francisco ainda teceu comentário sobre o presidente Lula, a quem chamou de “um homem religioso, nascido daquela religiosidade que cresceu na família”.

“Eu diria que é uma religiosidade popular elementar”, declarou.

Prestes a completar dez anos como chefe da Igreja Católica, o papa finalizou sua entrevista considerando que o mundo vive uma “terceira guerra mundial aos poucos” e citou os conflitos na Síria, no Iêmen e em alguns países da África como exemplo.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp