Pagamento do 13º deve injetar R$ 291 bilhões na economia do Brasil

Montante representa aproximadamente 2,7% do Produto Interno Bruto do País e será pago aos trabalhadores do mercado formal

Publicado por
14:12 - 30/11/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Pagamento do 13º deve injetar R$ 291 bilhões na economia do Brasil. (Foto: Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil)

Pagamento do 13º deve injetar R$ 291 bilhões na economia do Brasil. (Foto: Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil)

O pagamento do décimo terceiro salário do trabalhador brasileiro deve colocar R$ 291 bilhões na economia do País. O levantamento do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) aponta que este montante representa aproximadamente 2,7% do PIB (Produto Interno Bruto) do País e será pago aos trabalhadores do mercado formal, inclusive aos empregados domésticos.

Os beneficiários da Previdência Social e aposentados e beneficiários de pensão da União e dos estados e municípios também receberão o benefício. Ao todo, cerca de 87,7 milhões de brasileiros serão beneficiados com rendimento adicional. A estimativa média do valor que cada trabalhador receberá, no total, é de R$ 3.057.

Do total de brasileiros que devem ser beneficiados com o pagamento do décimo terceiro, 53,8 milhões, ou 69,2% do total, são trabalhadores do mercado formal, entre eles, os empregados domésticos com carteira de trabalho assinada, que somam 1,5 milhão, equivalendo a 1,7% do conjunto de beneficiários.

Os aposentados ou pensionistas da INSS (Previdência Social) correspondem a 32,8 milhões, ou 37,5% do total. Além desses, quase 1 milhão de pessoas (ou 1,2% do total) são aposentadas e beneficiárias de pensão da União (Regime Próprio).

Há ainda um grupo constituído por aposentados e pensionistas dos estados e municípios (regimes próprios) que vai receber o 13º e que não pode ser quantificado. Do montante a ser pago com o 13º, cerca de R$ 201,6 bilhões, ou 69% do total, irão para os empregados formais, incluindo os trabalhadores domésticos.

Outros 31% dos R$ 291 bilhões, ou seja, cerca de R$ 89,8 bilhões, serão pagos aos aposentados e pensionistas. Considerando apenas os beneficiários do INSS, 32,8 milhões de pessoas receberão R$ 55,4 bilhões.

Aos aposentados e pensionistas da União serão destinados R$ 11,2 bilhões (3,8%); aos aposentados e pensionistas dos estados, R$ 17,5 bilhões (6%); e aos aposentados e pensionistas dos regimes próprios dos municípios, R$ 5,6 bilhões

Regiões

A parcela mais expressiva do 13º salário (50%) deve ser paga nos estados do Sudeste, região que, segundo o Dieese, tem a maior capacidade econômica do país e que concentra a maioria dos empregos formais e aposentados e pensionistas.

No Sul, devem ser pagos 17% do montante e no Nordeste, 15,7%. Já às regiões Centro-Oeste e Norte cabem, respectivamente, 8,8% e 5%. Importante registrar que os beneficiários do Regime Próprio da União receberão 4% do montante e podem estar em qualquer região do país.

Ainda segundo o levantamento, o maior valor médio para o 13º deve ser pago no Distrito Federal (R$ 5.400) e o menor, no Maranhão e Piauí (R$ 2.087 e R$ 2.091, respectivamente).

PAGAMENTO

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp