Operação de limpeza inicia no Vale do Taquari para remoção dos estragos da inundação de setembro

A previsão é de que os trabalhos sigam por cerca de 12 semanas

Publicado por
15:29 - 30/11/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Operação de limpeza inicia no Vale do Taquari para remoção dos estragos da inundação de setembro. (Foto: Luiza Fim / Grupo RSCOM)

Operação de limpeza inicia no Vale do Taquari para remoção dos estragos da inundação de setembro. (Foto: Luiza Fim / Grupo RSCOM)

O plano de operação  do Governo Estadual para a remoção dos detritos resultantes da inundação no Vale do Taquari teve início nesta quinta-feira, surpreendendo as expectativas ao começar um dia antes do previsto, que era sexta-feira, dia 1º de dezembro.

Segundo informações da administração municipal de Encantado, desde as primeiras horas da manhã, caminhões e maquinaria pesada estão gradualmente retirando os mais de 7,9 mil toneladas de resíduos que se acumularam no Parque João Batista Marchese.

Este volume refere-se exclusivamente aos detritos contabilizados na primeira inundação, ocorrida em setembro deste ano. Conforme a prefeitura, existe a possibilidade de o Estado assumir a responsabilidade pela segunda fase da remoção, mas isso dependerá de novos repasses de recursos federais. Um levantamento realizado em outubro pela Secretaria de Obras de Encantado indicou que as equipes municipais já haviam recolhido 15,5 mil toneladas de entulhos.

Conforme detalhado no plano de ação divulgado recentemente pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema), serão formadas duas equipes para atender aos nove municípios mais impactados no Vale do Taquari. Essas equipes serão compostas por 60 caminhões e quatro escavadeiras hidráulicas, sendo que a destinação final dos detritos ocorrerá na Central de Tratamento de Resíduos de Minas do Leão.

Foto: André Conceição/Prefeitura de Encantado

Foto: André Conceição/Prefeitura de Encantado

Em Lajeado, especificamente, a previsão é de que o Estado recolha mais de 10 mil toneladas de detritos provenientes da primeira inundação, embora os trabalhos de remoção ainda não tenham iniciado. Conforme a prefeitura, os resíduos da cheia do rio Taquari foram encaminhados para o aterro sanitário da cidade, estando separados do lixo convencional, aguardando a operação do Estado.

A administração municipal informou também que uma parcela dos detritos no local será retirada, uma vez que a cidade continua no processo gradual de limpeza de vias e recolhimento de entulhos resultantes da inundação. Não há uma previsão definitiva para a conclusão desse trabalho, pois está sendo conduzido de maneira gradual em toda a cidade. Além disso, aproximadamente 50 pessoas continuam sendo assistidas em dois abrigos montados, um no Parque do Imigrante e outro em um ginásio no bairro Conservas.

*Com informações de CP

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp