Operação apreende caminhões em desmanche e fecha comércio irregular de peças no RS

Autoridades suspeitam que grupo de empresários de Erechim possui ligação com uma associação criminosa que atua no RS e SC

Publicado por
08:41 - 19/07/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Operação apreende caminhões em desmanche e fecha comércio irregular de peças no RS

Foto: divulgação

A Polícia Civil, Brigada Militar e Polícia da Rodoviária Federal (PRF), com apoio de equipes do Detran/RS e da empresa CPF Energia (RGE), realizaram nesta terça-feira (18), em Erechim, a Operação “Sucata? Chama!”. A ação coordenada pela 2ª Delegacia de Polícia de Erechim teve como objetivo principal o combate ao comércio ilegal de peças veiculares em Erechim e região, e o furto de energia elétrica.

De acordo com a investigação, empresas que comercializam peças veiculares na cidade e também através de redes sociais, estavam oferecendo peças oriundas de veículos com restrição judicial (RENAJUD), desmanchados irregularmente.

Os veículos com restrição judicial eram adquiridos por empresários locais e desmanchados em depósitos de Erechim e Três Arroios, e as peças irregulares eram oferecidas comercialmente em redes sociais.

A suspeita é que o grupo de empresários de Erechim possui ligação com uma associação criminosa que foi alvo de ações das Polícias Militar e Civil de SC e da PRF no último dia 20 de junho, que atua no roubo, furto e adulteração de sinais identificadores de caminhões, nos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Na oportunidade, foi apreendido um caminhão em nome de um dos investigados de Erechim. At´o início da noite vários caminhões estavam sendo removidos de uma empresa que atua no ramo na área indústrial de Erechim para o depósito do Detran, na BR 153.

Os mandados judiciais foram cumpridos em seis locais nas cidades de Erechim e Três Arroios, mais de 50 policiais participaram da ação.

De acordo com o delegado regional de Polícia Civil, Gustavo Ceccon, além dos seis locais, um sétimo estabelecimento comercial, licenciado pelo DETRAN na condição de CDV (Centro de Desmanche de Veículos), também foi alvo de fiscalização pela Corregedoria do órgão.

“Foram localizados e apreendidos dois motores, um com restrições judiciais e outro com numeração raspada/suprimida, além de dez caminhões, todos com restrições judiciais, e que, em tese, seriam destinados ao desmanche irregular. Além da apreensão de peças e veículos irregulares, em dois locais foi verificada a ocorrência de crimes ambientais.” , destaca a nota enviada pelo delegado.

Um homem de 28 anos foi preso em flagrante pela adulteração do sinal identificador do motor apreendido com numeração suprimida. Outros dois individuos, uma mulher de 39 anos e um homem de 53 anos, foram detidos e conduzidos até a 2ª DP de Erechim para as devidas formalidades atinentes aos crimes ambientais.

Após a lavratura do respectivo auto de prisao, o homem de 28 anos foi encaminhado ao Presídio de Erechim, onde permanecerá à disposição da Justiça.

“A investigação seguirá a fim de apurar outros ilícitos envolvendo o grupo investigado”, disse o delegado na nota

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp