Ocupação de leitos clínicos para Covid-19 é o menor em um mês no Rio Grande do Sul

Entretanto, o número de casos confirmados da doença voltou a registrar crescimento, com 13.244 novas infecções

Publicado por
17:39 - 22/02/2022

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

(Foto: Ricardo Giusti / Divulgação)

A ocupação dos leitos clínicos voltados a pacientes com o novo coronavírus voltou a apresentar queda nesta terça-feira no Rio Grande do Sul. Com 940 pessoas com diagnóstico de Covid-19, a rede de saúde registra o menor número de hospitalizações em um mês. É o quinto dia seguido de redução das internações e o terceiro com menos de mil casos confirmados da doença. E representa uma diminuição de 28% em duas semanas.

Desde o dia 21 de janeiro, quando havia 938 pacientes com diagnóstico de Covid-19, a ocupação de leitos clínicos começou a apresentar crescimento, chegando a registrar 1,4 mil casos confirmados em 2 de fevereiro – o que é o maior número de hospitalizações deste ano. Após aumento exponencial das internações no final de janeiro e início de fevereiro, a ocupação de leitos clínicos mantém tendência de queda.

As Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) do Estado apresentavam estabilidade em relação à véspera, com 1.874 pacientes em estado grave e taxa de lotação de 60,9%. As internações por conta da Covid-19 totalizavam 501. Na Capital, 659 pacientes ocupavam leitos de terapia intensiva, o que representava taxa de lotação de 90,27%. Do total, 150 tinham diagnóstico para Covid-19, ou seja, três casos a mais do que na véspera.

O número de novos casos confirmados da doença voltou a registrar crescimento nesta terça, com mais 13.244 diagnosticadas com o novo coronavírus, elevando o total para 2.111.826. O boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde (SES) informou ainda 56 óbitos em decorrência da doença, totalizando 37.978 mortes desde o início da pandemia.

Fonte: Correio do Povo

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp