Obras que alteram o trânsito devem ser concluídas até o fim do ano em Caxias do Sul

Veja quais são os principais pontos com bloqueios

Publicado por
15:40 - 16/04/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Três obras que alteram o trânsito devem ser concluídas neste primeiro semestre em Caxias

Reestruturação do acesso ao bairro Planalto pela BR-116 deve ser finalizada até julho | Foto: Ricardo Finco/divulgação

Quatro obras de grandes proporções, que causam bloqueios no trânsito e interrupções no passeio público, estão em andamento em Caxias do Sul. Duas delas, a implantação da adutora Tronco-Sul e a nova rótula da Rua Bortolo Zani, na entrada do bairro Bela Vista, devem ser concluídas ainda neste semestre, segundo a prefeitura.

Na sequência, a reestruturação do acesso ao bairro Planalto pela BR-116 tem prazo para ser finalizada até julho, enquanto a revitalização do acesso ao bairro Desvio Rizzo deve se estender até o fim do ano.

Segundo o poder Executivo, as intervenções, iniciadas no ano passado, possuem investimento total de R$ 64 milhões. Leia, abaixo, mais informações.

Adutora Tronco-Sul

A obra, iniciada em maio no cruzamento da Rua Alfredo Chaves com a Avenida Independência, no bairro Panazzolo, tem prazo de execução até maio deste ano. O objetivo é modernizar a rede, contemplando 17 bairros e ampliando a oferta de água para a região Sul da cidade, que é abastecida pela Estação de Tratamento de Água (ETA) Parque da Imprensa. Estão sendo implantados quase seis quilômetros de rede, com tubulações de diâmetro entre 15cm e 80cm. A obra está à cargo da empresa terceirizada Construtora CFO.

Há três frentes de trabalho que causam bloqueios:

  • Rua Luiz Michielon, entre a BR-116 e a Angelina Michielon;
  • Rua Humberto de Campos, entre a Sinimbu e a Os Dezoito do Forte (repavimentação);
  • E na Rua Felipe Camarão, entre a Tronca e a Dom José Baréa.

Equipes instalam caixas para controle do volume de água na rede, causando alterações no trânsito:

  • Rua Visconde de Taunay, esquina cm a Itália Travi;
  • Rua Engenheiro Euclides da Cunha, cruzamento com a Sarmento Leite;
  • E na Rua Os Dezoito do Forte, entre a Humberto de Campos e a Angelina Michielon.

Rua Luiz Michielon, entre a BR-116 e a Angelina Michielon está bloqueada para implantação da adutora | Foto: Laura Piola/divulgação

Novo acesso ao bairro Planalto

O projeto, iniciado em novembro, ocorre na entrada do bairro pela BR-116. Está prevista a instalação de 150 metros de faixa de espera no sentido Ana Rech-Galópolis, uma nova alça de retorno no sentido oposto, semáforos e lombofaixas. O investimento é de R$ 4,7 milhões, obtidos por financiamento. O prazo de conclusão, por parte da SUV Empreendimentos, é de oito meses.

Enquanto isso, a entrada está totalmente bloqueada para o acesso de veículos.

Está prevista a instalação de 150 metros de faixa de espera no sentido Ana Rech-Galópolis da BR-116 para acessar bairro Planalto | Foto: Ricardo Finco/divulgação

 

Nova rótula da Rua Bortolo Zani

Com o intuito de garantir mais fluidez no acesso ao bairro Bela Vista, é implantada uma rótula na Rua Bortolo Zani, junto ao cruzamento com a Rua Luís Scopel, avaliada em R$ 500 mil. Segundo a prefeitura, as intervenções, como retirada de passeio, escavação, drenagem e pavimentação, já foram concluídas. A obra, iniciada em dezembro do ano passado, deve ser entregue em maio.

Segundo a Secretaria de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMTTM), entre 30 e 40 mil motoristas utilizam o trecho diariamente. Não há bloqueios no local.

Obra, iniciada em dezembro do ano passado, deve ser entregue em maio | Foto: Ricardo Finco/divulgação

 

Revitalização do acesso ao Desvio Rizzo

Com expectativa de conclusão até o fim de 2024, a revitalização inclui readequações de geometria, pavimentação asfáltica, drenagem, esgoto sanitário, iluminação pública, implantação de ciclovia (1,8km), acessibilidade universal e sinalizações horizontal e vertical, com objetivo de qualificar a acessibilidade e mobilidade. Uma nova rede de saneamento de 13 quilômetros, com separação absoluta, foi instalada pelo Samae.

O investimento aproximado, de acordo com a prefeitura, é de R$ 40 milhões, dos quais R$ 5 milhões são de aporte do governo do Estado. A administração projeta contemplar mais de 100 mil pessoas.

Atualmente, está bloqueada a Rua Cristiano Ramos de Oliveira, entre a Arcângelo Rizzo e a Orácio Damiani.

Investimento aproximado, de acordo com a prefeitura, é de R$ 40 milhões | Foto: Ricardo Finco/divulgação

 

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp