Júri Popular condena homem a 7 anos de prisão em Farroupilha

O Júri Popular ocorrido nesta quarta-feira (31) em Farroupilha, condenou o réu Vinícius Guilherme Alves de Godois, de 22 anos,…

Publicado por
14:44 - 31/08/2022

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Júri Popular

Foto: Arquivo/Leouve

O Júri Popular ocorrido nesta quarta-feira (31) em Farroupilha, condenou o réu Vinícius Guilherme Alves de Godois, de 22 anos, a 7 anos e 7 meses de prisão, em regime semiaberto, por uma tentativa de feminicídio e uma tentativa de homicídio. A sentença foi proferida pelo juiz Enzo Carlo Di Gesu, no Fórum da cidade.

Godois era acusado de tentar matar a sua ex-namorada e o atual namorado dela, em 29 de dezembro de 2021. Segundo o Ministério Público, a motivação do crime teria relação com o fato de ele não aceitar o fim do relacionamento com a moça.

Na madrugada do crime, por volta das 3h, ele esteve acompanhando de outro homem, tripulando um GM Kadett, na frente da casa da vítima, na Rua Luigi Sperafico, no bairro Bela Vista, e atirou contra a ex, atingindo ela na perna. A mulher foi encaminhada para o Hospital São Carlos para atendimento médico.

Contra o atual namorado da moça, ele disparou cerca de dez vezes, mas nenhum tiro acertou o homem, que não teve ferimentos. Ele acabou sendo preso no dia 30 de dezembro e desde então estava recolhido preventivamente.

A acusação, que foi feita pelo promotor Evandro Koltbach deve recorrer da decisão e pedir um aumento da pena. Já a defesa, que foi conduzida pelo advogado Carlos Alberto Sandoval, se deu por satisfeita com a pena, alegando que o acusado possuía carteira assinada, endereço fixo e não tinha antecedentes.

Mesmo com o regime semiaberto sendo sentenciado pelo Júri Popular, ele retornou para a prisão, onde irá aguardar os tramites legais do processo.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp