Júri condena mulher a 12 anos e meio de prisão por morte de ex-companheiro em Farroupilha

O júri popular de Farroupilha condenou Aline de Souza Dre, a 12 anos e meio de prisão pela morte de…

Publicado por
09:19 - 03/06/2022

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Foto: Arquivo/Leouve

O júri popular de Farroupilha condenou Aline de Souza Dre, a 12 anos e meio de prisão pela morte de Nolvi Francisco Baggio Filho, 33 anos, ocorrida em 31 de março de 2017. O julgamento ocorreu nesta quinta-feira, no Fórum da cidade. Apesar da condenação, Aline ficará em liberdade devido a um habeas corpus, expedido na segunda instância.

A ré, condenada, só começará a cumprir a pena após o trânsito em julgado, o que não há data para ocorrer. O Ministério Público deve recorrer da decição, assim como a defesa de Aline, que considerou a pena alta.

Baggio foi assassinado por volta das 21h30min daquela noite, quando foram ouvidos vários disparos vindo do interior de uma casa sem número na rua Fermino Dalzóquio, na região do bairro Belvedere. A Brigada Militar foi acionada e, ao chegar no local, encontrou o homem morto com pelo menos cinco tiros, todos na altura da cabeça.

A autora confessa do crime estava no local e admitiu o ter feito os disparos. Ela foi presa em flagrante e encaminhada para a delegacia para prestar depoimento.

O juri foi conduzido pelo juiz da Vara Criminal, doutor Enzo Carlo Di Gesu. O promotor Ronaldo Lara Resende atuou na acusação. Já a defesa foi feita pelos advogados Adão Gomes Araújo Júnior, Patrícia da Silva, Marcelo de Souza dos Santos e Ângelo Boff.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp