Jovem é preso por porte ilegal de arma de fogo em Lagoa Vermelha

Jovem foi preso por portar em sua casa várias armas, de forma irregular. A prisão foi na noite desta quarta-feira (14).

Publicado por
09:14 - 15/09/2022

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Jovem é preso por porte ilegal de arma de fogo em Lagoa Vermelha

Foto: Divulgação

Na noite desta quarta-feira (14), um jovem de 19 anos, foi preso por porte ilegal de arma de fogo em Lagoa Vermelha. A prisão aconteceu por volta das 19h30min.

Equipes do 4° BPCHOQUE realizavam patrulhamento tático na rua Fidélis Dalcin Barbosa 13, Bairro Suzano, e obtiveram informações que um jovem possuía ilegalmente armas de fogo em sua residência.

Assim os policias se encaminharam até o endereço e localizaram as armas em situação irregular. Além das armas, uma  certa quantidade de munições foi apreendida. O jovem possui antecedentes por posse de drogas e ameaça.

OS MATERIAIS APREENDIDOS FORAM:

– 1 pistola Taurus 638
– 1 revólver Smith & Wesson .45
– 10 munições .380 intactas
– 2 munições .380 percutidas
– 1 munição .32 intacta
– 6 munições .45 intactas
– 6 munições .38 deflagradas.

Diante do flagrante delito foi dado voz de prisão ao detentor das armas, e apresentado na DP juntamente com o material apreendido.

As guarnições do 4° BPCHOQUE foram mobilizadas para atuarem na cidade de Lagoa Vermelha, em razão dos últimos acontecimentos criminosos.

Veja também 

Professora é sequestrada, agredida e roubada em Vacaria

Polícia Civil de Vacaria investiga um assalto seguido de sequestro ocorrido por volta das 13h, desta quarta-feira dia 14. Uma professora quando chegava na Escola Municipal de Ensino Fundamental Romeu Biazus, ao descer do veículo foi abordada por um casal. Sob ameaça de uma faca colocaram a professora dentro de um carro vermelho onde já se encontrava um terceiro elemento.

A partir desse momento começaram a pedir dinheiro e a bater violentamente na professora, enquanto circulavam de carro pela cidade. Nervosa, ela não conseguia fazer as transferências e eles a agrediam cada vez mais no rosto, nas costas e na cabeça.

No final, a professora fez dois repasses via Pix, totalizando 3 mil reais. Depois a abandonaram em um mato aos fundos do bairro Imperial, ficando com a sua bolsa com todos os documentos e cartões bancários.

A professora voltou a pé até a escola, onde chegou às 13h33min. A direção da Escola Romeu Biazus acionou a Brigada Militar que a conduziu até o Hospital Nossa Senhora da Oliveira para atendimento. O registro foi feito na Delegacia de Polícia, que busca câmeras de monitoramento para identificar os criminosos.

Depósito e padarias de Ibirubá são interditados com toneladas de alimentos impróprios para consumo

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp