Exército deve instalar ponte provisória na BR-116, em Caxias do Sul, na próxima semana

Estimativa é do ministro da Secretaria Extraordinária de Apoio à Reconstrução do RS, Paulo Pimenta, que também anunciou que o governo federal solicita a capacitação do Aeroporto Regional Hugo Cantergiani para ampliar operações e número de voos

Publicado por
21:30 - 28/05/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
"Espero que na próxima semana", diz ministro sobre início da instalação da ponte provisória na BR-116, entre Caxias e Nova Petrópolis

Foto : Joaquim Moura/divulgação

O ministro da Secretaria Extraordinária de Apoio à Reconstrução do RS, Paulo Pimenta, informou nesta segunda-feira (27), em Caxias do Sul, o andamento da recuperação da travessia sobre o Rio Caí pela BR-116, interrompida desde 12 de maio em decorrência das chuvas.

Na entrevista coletiva ao lado do vice-presidente, Geraldo Alckmin, Pimenta adiantou que o Exército deve iniciar a instalação da ponte metálica provisória na próxima semana, após a conclusão de operação em Santa Maria.

Após a conclusão de uma ponte de 60 metros, a maior já instalada pelo Exército no Brasil, na RS-287, próximo a Santa Maria, o Batalhão de Engenharia do Exército virá para Caxias do Sul. Espero que na próxima semana o Exército já esteja aqui trabalhando para a instalação dessa ponte provisória”, projetou o ministro.

A estrutura substituirá a ponte original, de 36 metros de extensão, que desabou parcialmente há pouco mais de duas semanas, e restabelecerá a ligação entre Caxias do Sul e Nova Petrópolis pela BR-116. Entretanto, Pimenta não deu uma previsão para que isso aconteça. Ele reforçou que o “trabalho é grande” e envolve uma “estrutura robusta e de tecnologia apurada“.

Levamos em torno de uma semana a 10 dias para que o exército chegasse com os equipamentos até fazer a conclusão dos trabalhos (em Santa Maria)“, relatou. “Está sendo acelerado o processo para contratação emergencial para solução definitiva“.

Capacitação do Aeroporto Hugo Cantergiani

Ainda durante a coletiva, Pimenta revelou que o governo federal formalizou, junto à Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), uma solicitação para que o Aeroporto Regional Hugo Cantergiani, de Caxias do Sul, possa receber equipamentos do Aeroporto Internacional Salgado Filho, de Porto Alegre.

Enquanto o terminal da Capital está inoperante devido às chuvas, a ideia é que o aeroporto caxiense tenha suas operações ampliadas, com maior número de voos.

A prefeitura também já tomou iniciativa para buscar partes de sinalização, iluminação e outros equipamentos. Já formalizamos uma solicitação para que esse equipamento ILS, que está no Aeroporto Salgado Filho, possa ser usado aqui durante esse período em que o Salgado Filho não está operando”, explicou Paulo Pimenta.

O ILS, sigla em inglês para Sistema de Pouso por Instrumento, fornece aos pilotos informações essenciais que auxiliam na aterrissagem sob condições de teto e visibilidade restritas. Segundo Pimenta, o Aeroporto Hugo Cantergiani terá apoio para não comprometer a alta do turismo das regiões da Serra e Hortênsias nos meses de junho e julho.

Estamos correndo para capacitar ao máximo os equipamentos para que possamos ampliar horários e a possibilidade de segurança para outros voos e para que a gente possa ampliar o uso do aeroporto nesse período”, assegurou.

Voo direto para o Rio de Janeiro

No início da tarde desta terça-feira (28) a prefeitura de Caxias do Sul divulgou que o Aeroporto Regional Hugo Cantergiani contará com voos diretos para a cidade do Rio de Janeiro a partir de junho. A companhia aérea Latam já comercializa passagens. Inicialmente, a disponibilidade está restrita para quintas-feiras e sábados, nos meses de junho e julho.

O aeroporto caxiense tem voos das empresas Azul, Gol, Latam e Voepass, com destino aos terminais de Campinas, Congonhas e Guarulhos, todos em São Paulo. Entre novembro e dezembro de 2023, a ligação aérea entre Caxias e Rio de Janeiro existiu, no entanto, foi descontinuada.

 

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp